Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente, com 25 anos de idade, nuligesta, com tumor macroscópico de colo uterino de aproximadamente 4cm de diâmetro. À colposcopia, não foi evidenciada invasão de fórnices vaginais e, ao toque retal, paramétrios são livres. Foi realizada ressonância magnética da pelve que excluiu a possibilidade de invasão vesical e retal, mas evidenciou nítida invasão parametrial bilateral proximal, sem comprometimento da vias urinarias. A melhor conduta a ser adotada é:

A
Radioterapia pélvica com braquiterapia e quimioterapia sensibilizante
B
Histerectomia ampliada e linfonodectomia pélvica
C
Traquelectomia radical e linfonodectomia pélvica laparoscópica
D
Quimioterapia neodjuvante e cirurgia de Wertheim-Meigs
E
Radioterapia neoadjuvante e cirurgia de Wertheim-Meigs
Julgue o item, relativo a ética médica. No Brasil, o aborto voluntário ou provocado é considerado ato criminoso. Porém, em situações como a inexistência de outro meio de salvar a vida da gestante, a gravidez resultante de estupro ou a existência de malformações fetais incompatíveis com a vida, desde que confirmadas por exame ecográfico seriado, o procedimento pode ser considerado legal e não depende de ação judicial.
O aumento na incidência dos casos de carcinoma baso-celular está associado:
Lactente, com seis meses de idade, levado ao pronto-socorro pela mãe, com história de choro, palidez e hipoatividade. Ao exame, apresentava frequência cardíaca 240 bpm, pulsos filiformes e enchimento capilar > 3 segundos. Solicitado ECG com ausência de onda P e complexo QRS < 0,08 SEG. Qual hipótese diagnóstica e tratamento?
Lactente, com 11 meses de idade, negro, masculino, foi trazido ao pronto-socorro com febre e tosse há 3 dias, sendo diagnosticada broncopneumonia. O hemograma mostrou: Hb: 5,4/dl, Ht:14%, com hipocromia e microcitose, leucócitos de 19,000/mm³, com desvio à esquerda, plaquetas de 1,000,000/mm³, antecedentes pessoais: nasceu de termo com 2,320 gramas, recebeu leite materno até 3 meses, nunca apresentou outras intercorrências. A principal hipótese diagnóstica, além da broncopneumonia, é:
Compartilhar