Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Paciente com 25 anos, primigesta, na 27ª semana de gestação, vem apresentando perda de líquido vaginal há 12h. Ao exame obstétrico foi constatado, ausência de atividade uterina, altura de fundo uterino de 23cm, pH vaginal de 7,5 e saída de líquido claro límpido ao exame especular pelo orifício cervical. Neste caso, afirma-se que:

A
A hipoplasia pulmonar e o defeito de membros são os mais frequentes e há menor risco de hemorragia intraventricular caso o parto ocorra nesta idade gestacional.
B
A morbiletalidade materna está elevada e há risco de corioamnionite em até 25%, de alterações fetais como faceis de Potter, crescimento intrauterino restrito, defeitos dos membros e hipoplasia pulmonar do feto.
C
A etiologia deste quadro é mutifatorial sendo a prevalência de vaginose bacteriana inferior a 8%, com risco de corioamnionite em cerca de 38,4% e o prognóstico fetal é mais reservado nas gestações entre 24 e 28 semanas.
D
A morbiletalidade materna e fetal está elevada ocorrendo parto dentro de uma semana em 70% destes casos nesta idade gestacional, sobretudo quando o ILA (Índice de Líquido Amniótico) é < 1,5mm³, mas a hipoplasia pulmonar é rara nesta idade gestacional.
Na sala de parto, o pediatra deve estar atento para a perda excessiva de calor pelo recém-nascido. A razão mais provável da perda de calor logo após o nascimento é:
Um soldado suíço relata viagem que fez à Bacia Amazônica, no mês de outubro de 2008, por um período curto. Um amigo em comum sabe que você é médico residente e que gosta e se interessa por assuntos da infectologia e pergunta-lhe se há algum cuidado a ser recomendado para seu amigo viajante. O que você recomendaria?
Dentre os pacientes com indicação de cirurgia na doença ulcerosa péptica, qual das situações abaixo relacionadas apresenta a principal causa de óbito?
Sobre os tumores malignos de fígado, é correto afirmar, EXCETO:
Compartilhar