Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Paciente, com 28 anos de idade, IVG, Teve 3 abortamentos no primeiro trimestre e 1 parto prematuro com óbito neonatal precoce associado a pré-eclâmpsia. Devemos orientar, a princípio:

A
pesquisa de mutação do fator V de Leiden e fator antinuclear
B
pesquisa de anticorpos anticardiolipina e anticoagulante lúpico
C
pesquisa de citocinas pro-inflamatórias do tipo Th1
D
biópsia endometrial na segunda metade do ciclo menstrual
E
cariótipo do casal e histerossalpingografia
Em um paciente portador de paralisia cerebral tetraparética e escoliose de alto valor angular, se faz importante seu tratamento cirúrgico para:
Sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais (Lei 10.216/01), analise as alternativas abaixo:
Mulher, 23 anos, vem pela manhã à Unidade de Saúde da Família para realizar o exame citopatológico de colo uterino. O médico observa que na sala de espera a paciente apresenta risos imotivados, tosse, letargia, conversa com todos os presentes, com fala lentificada, está comendo a segunda barra de chocolate. Durante a consulta, constata hiperemia conjuntival, taquicardia, xerostomia, midríase, temperatura de 35,4°C. Registros de prontuário anterior apontam um irmão esquizofrênico. Mantida para observação, apresentou franca normalização dos sinais vitais e comportamentais, bem como recuperação da crítica. Considerando síndromes correlatas ao uso de drogas como hipótese diagnóstica, o diagnóstico e conduta são:
Paciente, 13 anos de idade, vem à emergência com quadro de sonolência, evoluindo a torpor, acompanhado de hipotensão, hiporreflexia, cianose labial e depressão respiratória. Sem qualquer passado de doenças. Existe informação de conflito familiar. A principal suspeita desse quadro é uma síndrome tóxica. A síndrome tóxica que se enquadra nos sintomas apresentados e as drogas relacionadas são, respectivamente:
Compartilhar