Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente com 30 anos de idade, nulípara, relata aumento do volume abdominal, dismenorreia e hipermenorreia. No exame ginecológico observa-se abdome assimétrico, tumor bocelado palpável no hipogástrio e, no toque vaginal, os movimentos realizados no colo são transmitidos para o tumor abdominal. A hipotése mais provável entre as abaixo é:

A
Leiomioma uterino intramural subseroso.
B
Neoplasia de óvario, possivelmente de linhagem epetelial.
C
Neoplasia de ovário, possivelmente de linhagem germinativa.
D
Neoplasia pélvica, possivelmente extra-genital.
E
Leiomiossarcoma uterino.
Mulher procura o ambulatório com úlcera vulvar. Qual conduta abaixo NÃO é recomendada de forma rotineira?
Desde a década passada, a Atenção Integral às Doenças Prevalentes da Infância (AIDPI) revelou-se uma estratégia adequada à disposição dos médicos, com um conjunto básico de intervenções baseadas em evidências científicas que permitem prevenir e tratar eficazmente as principais doenças e problemas que afetam a saúde nos primeiros anos de vida. Acerca dessas evidências, julgue o item. O quadro de uma criança de 6 meses de idade está com diarreia sem sangue nas fezes há 5 dias, letárgica, sem beber bem líquidos oferecidos (sais de reidratação oral) e cuja pele, quando pinçada, volta muito lentamente ao estado anterior, deve ser classificado como caso de desidratação grave.
A febre amarela e a dengue são doenças cujas estruturas epidemiológicas apresentam semelhanças. A respeito desses agravos, julgue o próximo item. No ciclo urbano, o mosquito Aedes aegypti é o principal vetor de transmissão do vírus da febre amarela e do vírus da dengue.
A febre amarela e a dengue são doenças cujas estruturas epidemiológicas apresentam semelhanças. A respeito desses agravos, julgue o próximo item. Os agentes etiológicos da febre amarela e da dengue são vírus pertencentes ao mesmo gênero Flavivirus, tendo sido já identificados quatro sorotipos para cada uma dessas doenças.
Compartilhar