Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Paciente com 30 anos, Go Po Ao, múltiplos parceiros, mantendo relação sem preservativos, chega ao serviço de saúde com queixa de corrimento vaginal fétido, purulento e prurido vulvar. Ao exame físico, nota-se secreção amarelada, exsudando pela vagina, eritema vaginal segmentar e colpite macular. Nesse caso, deve-se solicitar:

A
citologia oncoparasitária (COP) e teste para HIV. Tratar com fluconazol, pois a clínica é de candidíase vulvovaginal.
B
citologia oncoparasitária (COP) e tratar a paciente com azitromicina 1 g dose única, pois trata-se de neisseria gonoreae.
C
cultura da secreção e colposcopia, para definir o diagnóstico e então prescrever o tratamento.
D
citologia oncoparasitária (COP) e tratar com metronidazol (dose única 2 g ou 500 mg, 2 vezes ao dia por 7 dias) porque trata-se de trichomonas vaginalis.
Homem de 65 anos de idade, tabagista e hipertenso, apresentou quadro de hematúria macroscópica. Fez ultrassonografia das vias urinárias que mostrou lesão vegetante de 2 centímetros em parede lateral direita. Foi submetido à ressecção endoscópica (RTU) do tumor que revelou ser carcinoma urotelial de alto grau infiltrando o córion. Foi submetido à re-RTU e o resultado foi ausência de tumor. Qual é a MELHOR conduta?
A síndrome de Patau é uma trissomia cromossômica do par:
Paciente de 59 anos, sexo masculino, tabagista e etilista, com carcinoma de células escamosas do esôfago, recebeu quimioterapia e radioterapia neoadjuvante. Foi submetido a esofagectomia subtotal transhiatal, com esofagogastroplastia e jejunostomia, sob anestesia venosa (propofol e rapifentanila). Procedimento anestésico-cirúrgico sem complicações. Em relação à assistência médica pós-operatória desse paciente podemos afirmar, EXCETO:
Qual a definição de distanásia?
Compartilhar