Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Cardiologia

Nefrologia

Paciente com 40 anos de idade, com diagnóstico de hipertensão há três anos, que evoluiu com dificuldade de controle pressórico e hipocalemia persistente sem causa aparente. Na investigação para hiperaldosteronismo primário, os seguintes resultados foram obtidos: aldosterona plasmática em repouso: 36 ng/ml (VR: 1-16): atividade plasmática de renina: 0,08 ng/ml/hora (VR: 0,4- 0,7): aldosterona plasmática ao teste da postura: 36 ng/dl. Na tomografia computadorizada de abdome, nenhuma massa adrenal foi visualizada. Qual seria o diagnóstico mais provável para essa paciente?

A
Adenoma produtor de aldosterona (APA)
B
Hiperaldosteronismo idiopático (HAI)
C
Hiperaldosteronismo supressível com glicocorticoide
D
Hiperplasia adrenal primária
Paciente portador de endocardite bacteriana apresenta quadro de dor abdominal no quadrante superior esquerdo e esplenomegalia. A tomografia computadorizada de abdome mostra coleção intraesplênica multiloculada com nível hidroaéreo. O tratamento correto é:
É a principal causa de abdome agudo na gravidez:
Entre os principais distúrbios metabólicos encontrados nos pacientes graves está a hiperglicemia e esta deve ser controlada baseando-se no seguinte conceito:
Qual é a arritmia mais frequente nos quadros pós-operatórios:
Compartilhar