Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente com 42 anos apresenta, ao exame físico de rotina, lesão leucoacética iodo-negativa no colo do útero. Foi realizado exame citopatológico que apresentou NIC III (lesão de alto grau). Qual a conduta a seguir?

João, 58 anos, natural de Minas Gerais, hipertenso há 20 anos, chega à Emergência com dor abdominal aguda seguida por distensão e vômitos fecaloides, há 24 horas. História de cirurgia para apendicite aguda há 24 anos e doença diverticular. Exame físico: Tax 36.5°C, PA 90 X 60 mmHg, FC 108 bpm, FR 28 irpm. Exames laboratoriais iniciais hematócrito 45%, leucócitos 10.000/mm³, creatinina 1,6 mg/dl, ureia 78 mg/dl, K 4,9 mEq/I, Na 140 mEq/I. A causa mais provável do quadro abdominal agudo é:
O transplante de fígado é a única opção curativa para pacientes com doença hepática descompensada. São indicações de transplante de fígado no Brasil, EXCETO:
Mulher de 72 anos no 3º dia de internação por pancreatite aguda biliar grave. Persiste com dor abdominal e encontra-se anúrica, há 24 horas, apesar da reposição farta de soro fisiológico e KCl a 10%. Um ECG realizado na ocasião revelou ritmo sinusal e ST supradesnivelado em V1, V2 e V3. Que intercorrência deve, imediatamente, ser pesquisada e corrigida?
Com relação ao quadro clínico de um paciente de 33 anos de idade, que se queixa de dor intensa do abdome superior nas últimas 6 horas, associada a náuseas e vômitos e aos sinais de Grey Turner e de Cullen, assinale a opção correta.
Compartilhar