Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Mulher, 28 anos de idade, solteira, G1P0A1, referiu dor intensa em hipogástrio, com irradiação para região lombar bilateral. A dor iniciou há 3 dias e piorou nas últimas 12 horas, quando apresentou febre de 39,5°C. Nega vômitos e a última evacuação foi há 36 horas. Ao exame, apresentava-se gemente, em posição antálgica e, à palpação do abdome, sinais de peritonismo, principalmente em fossa ilíaca direita. Ao toque vaginal, mostrava dor intensa à mobilização do colo uterino, não sendo possível palpar anexos. Hemograma com 21.000 leucócitos/ml e desvio à esquerda. Ultrassonografia revelou massa anexial à direita de 5 cm de diâmetro sugestiva de abscesso no tubo ovariano. Qual a primeira conduta a ser tomada?

A
Internação e laparotomia exploradora.
B
Internação para antibioticoterapia endovenosa.
C
Culdocentese e cultura com antibiograma.
D
Antibioticoterapia oral e retorno em 3 dias para a reavaliação do caso.
A principal ação dos anticoncepcionais orais é impedir a ovulação através do seguinte mecanismo:
Recém-nascido coabitante de foco bacilifero deve receber quimioprofilaxia com isoniazida por 3 meses e, após esse período, deve-se fazer a prova tuberculínica na criança. Se reatora:
Com relação aos erros inatos do metabolismo, é correto afirmar que:
Doenças que envolvem a pelura direta ou indiretamente em acumulo de liquido pleural. Uma vez diagnosticado o derrame pleural (DP), deve-se tentar definir a sua etiologia. A aparência do DP pode ser útil para guiar possíveis diagnósticos. Segundo os critérios de Light, um dos critérios abaixo já indica um exsudato, exceto:
Compartilhar