Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente com 47 anos de idade com hemorragia digestiva alta realiza endoscopia digestiva que evidencia uma lesão ulcerada de 2cm de extensão localizado no antro gástrico compatível com Bormann III, cujo anatomopatológico revela tratar-se de um adenocarcinoma gástrico tubular moderadamente diferenciado. Qual a melhor opção de tratamento?

A
Quimioterapia neoadjuvante e gastrectomia subtotal ampliada com linfadenectomia D2.
B
Gastrectomia total com linfadenectomia D2.
C
Gastrectomia subtotal ampliada com linfadenectomia D1.
D
Gastrectomia subtotal ampliada com linfadenectomia D2.
Gestante, com laudo ultrassonográfico morfológico indicando cardiopatia congênita fetal, dá a luz, a RN do sexo masculino, com 35 semanas de idade gestacional, hipotônico e em apneia. A sala de partos dispõe de blender para os gases e oxímetro de pulso. RN recebeu todos os cuidados adequados e entre 120 a 180 minutos de vida encontrava-se entubado, ventilado por balão acoplado à cânula traqueal, com oxigênio a 90 %, mantendo saturação de 80 % na oximetria de pulso e frequência cardíaca de 55 bpm. Nesse momento, a conduta é
Paciente de 30 anos, sexo feminino, atendida em hospital de urgência de alta complexidade, referindo cólica nefrética direita há 3 dias e, no momento, assintomática. Realizou ultrassom que evidenciou imagem sugestiva de cálculo ureteral distal, localizada na junção ureterovesical, medindo 0,8 cm, sem dilatação do trato urinário. Exames de urina rotina e urinocultura foram negativos. Qual a melhor conduta?
M.F.I, 47 anos, sexo masculino, hipertenso e diabético tipo II não insulino-dependente, queixa-se de dificuldade de deambulação devido perda da sensibilidade nos membros inferiores há 3 horas. Apresenta extremidades inferiores frias bilateralmente, pulsos não palpáveis. Considerando um quadro de oclusão arterial aguda, o que torna o membro isquêmico inviável é:
Lesões de bexiga extraperitoneais causadas por traumatismos abdominais fechados de bacia, sem outras lesões abdominais associadas, são idealmente tratadas:
Compartilhar