Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Paciente feminina, 81 anos, em tratamento ambulatorial por osteoporose, leu em revista semanal que, atualmente, existem vários tratamentos possíveis para sua condição. Refere já ter lido um pouco sobre cada um deles, mas, junto com sua filha, procura orientação sobre os efeitos colaterais que podem ocorrer com o uso dessas medicações. Com base no conhecimento dos efeitos colaterais esperados para os medicamentos abaixo listados, numere a coluna da direita de acordo com sua correspondência com a coluna da esquerda.1. Bisfosfonatos orais. 2. Bisfosfonatos parenterais. 3. SERMs*. 4. Ranelato de estrôncio. 5. Teriparatida. ( ) Aumento da ocorrência de “fogachos”. ( ) Aumento do risco de fibrilação atrial e febre. ( ) Elevada incidência de sintomas gastrointestinais. ( ) Pode causar dor muscular, fraqueza e vertigem. ( ) Pode causar pequeno aumento de incidência de trombose venosa profunda. *SERM (modulador seletivo do receptor estrogênico) Assinale a alternativa que apresenta a numeração correta na coluna da direita, de cima para baixo.

A
2 – 1 – 3 – 4 – 5.
B
3 – 2 – 1 – 4 – 5.
C
3 – 2 – 1 – 5 – 4.
D
2 – 5 – 3 – 1 – 4.
E
4 – 1 – 2 – 5 – 3.
Paciente do sexo masculino, 62 anos, iniciou com dor em cólica no hipocôndrio direito, há três dias, acompanhado de anorexia, náuseas e vômitos. Trata-se de paciente com hipertensão arterial controlada, sem outras comorbidades. Ao exame físico, mostrava-se febril (38,2ºC) e a pesquisa do sinal de Murphy foi positiva. Ultrassonografia revelou a presença de vesícula biliar distendida com paredes espessadas, com inúmeras imagens hiperecogênicas em seu interior com sombra acústica posterior e coleção líquida perivesicular. Em relação ao caso, assinale a alternativa CORRETA:
A afirmação CORRETA em relação às queimaduras, que constituem um dos acidentes mais frequentes em pediatria, é:
Paciente do sexo masculino, 19 anos, 76 kg, previamente hígido, foi submetido à apendicectomia no tratamento de apendicite inicial não complicada. Recebe alta hospitalar em boas condições, após ter recebido três doses pós-operatórias de 1 g de cefazolina EV a cada 8h. A partir do 4º dia pós-operatório evolui com episódios de febre baixa, sem outros sintomas. No 7º dia pós-operatório retorna para controle ambulatorial, quando se observa abaulamento, hiperemia, edema, hipersensibilidade e calor na ferida operatória. Dentre as opções terapêuticas abaixo listadas, assinale aquela que representa a MELHOR CONDUTA no tratamento da complicação pós-operatória acima citada:
Escolar de oito anos apresentou amigdalite pultácea há cinco dias, em tratamento com amoxicilina. Refere aparecimento de artrite de grandes e pequenas articulações, não migratória. Refere dor à mobilização de coluna cervical. Fez uso de anti-inflamatório não hormonal, sem melhora significativa. O diagnóstico mais provável e a conduta nesta criança são, respectivamente:
Compartilhar