Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Paciente com diabetes melito tipo 2, obesidade central evidente, inicia dieta, atividade física regular e metformina que atinge dose máxima de 2,5 g/dia, mas mesmo assim, mantém níveis de HbA1 C, três pontos acima do limite superior do método. Sabendo-se que o paciente apresenta níveis plasmáticos de insulina elevados, além de intensificar a atividade física e dieta, a conduta terapêutica mais adequada nessa fase é:

A
insulinização imediata, pois são poucos os recursos que não a insulina, nesse caso.
B
acrescentar um inibidor da alfaglucosidase tipo Acarbose, que reduz predominantemente glicemia de jejum.
C
acrescentar um secretagogo de insulina, como uma sulfonilureias tipo Gliclazida.
D
acrescentar uma glinida tipo Repaglinida, secretagogo de curta duração.
E
iniciar outro agente hipoglicemiante sensibilizador da ação da insulina, como uma tiazolidinediona tipo Pioglitazona.
Síndrome metabólica que acompanha a obesidade mórbida consiste:
Uma paciente de 56 anos é submetida a uma ileocolectomia direita devido à adenocarcinoma apendicular por uma incisão mediana infraumbilical, com anastomose íleo-cólica latero-lateral por sutura manual. Profilaxia de trombose venosa é instituída com heparina de baixo peso via subcutânea e antibioticoprofilaxia parenteral é iniciada na indução anestésica. Com a conduta correta, a paciente evolui bem e recebe alta. Meses após desenvolve distensão abdominal. Uma tomografia computadorizada de abdome mostra a presença de volumosa quantidade de líquido na cavidade peritoneal, formando coleções loculadas de densidade elevada. O tratamento inicial mais adequado neste caso é:
Paciente com 25 anos, primigesta, na 27ª semana de gestação, vem apresentando perda de líquido vaginal há 12h. Ao exame obstétrico foi constatado, ausência de atividade uterina, altura de fundo uterino de 23cm, pH vaginal de 7,5 e saída de líquido claro límpido ao exame especular pelo orifício cervical. Neste caso, afirma-se que:
Em uma paciente de 39 anos, com um primeiro resultado de colpocitologia oncótica revelando atipias glandulares endocervicais AGC-NOS (Atypical Glandular Cells Not Otherwise Specified), a propedêutica mais indicada é:
Compartilhar