Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Paciente com diabetes melito tipo 2, obesidade central evidente, inicia dieta, atividade física regular e metformina que atinge dose máxima de 2,5 g/dia, mas mesmo assim, mantém níveis de HbA1 C, três pontos acima do limite superior do método. Sabendo-se que o paciente apresenta níveis plasmáticos de insulina elevados, além de intensificar a atividade física e dieta, a conduta terapêutica mais adequada nessa fase é:

A
insulinização imediata, pois são poucos os recursos que não a insulina, nesse caso.
B
acrescentar um inibidor da alfaglucosidase tipo Acarbose, que reduz predominantemente glicemia de jejum.
C
acrescentar um secretagogo de insulina, como uma sulfonilureias tipo Gliclazida.
D
acrescentar uma glinida tipo Repaglinida, secretagogo de curta duração.
E
iniciar outro agente hipoglicemiante sensibilizador da ação da insulina, como uma tiazolidinediona tipo Pioglitazona.
Um menino de 14 anos, com vacinações completas, queixa-se de febre e rigidez de nuca há dois dias. Queixa-se também de dor de garganta e não consegue ingerir nada há um dia, devido à dor. Ao exame físico, ele está alerta e orientado, mas tem rigidez de nuca e preenchimento da linha média na orofaringe posterior. Ele está salivando para evitar a dor associada à deglutição. O próximo passo no manejo desse paciente é:
Mulher, 35 anos, previamente hígida, atropelada por ônibus, é trazida à Emergência com pneumotórax à E. A drenagem é realizada com sistema em selo d’água, apresentando intenso escape aéreo. A administração de 2 litros de cristaloide aquecido não melhora as condições hemodinâmicas. Ao exame, persistem evidências de ausência de reexpansão pulmonar, confirmado por RX de controle. Estes achados levantam a hipótese de:
As crises convulsivas febris constituem uma das manifestações neuropediátricas mais frequentes, cerca de 5% das crianças apresentam crises febris, sendo classificadas como típicas e atípicas. Qual alternativa apresenta uma característica das crises atípicas?
Segundo as novas diretrizes de 2010, baseadas no ILCOR (International Liaison Committee on Resuscitation), e nas condutas adotadas pelo Neonatal Resuscitation Program da Academia Americana de Pediatria e Associação Americana de Cardiologia, e adaptadatas ao nosso meio pelo Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria e adotadas pela Área Técnica da Criança do Ministério da Saúde em 2011, responda: É INCORRETO afirmar:
Compartilhar