Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Infectologia

Paciente com endocardite infecciosa na válvula aórtica, em tratamento com antibiótico há quinze dias, está sem febre há oito. Subitamente, apresenta dor de forte intensidade no hipocôndrio esquerdo, seguida de febre e calafrios. A hipótese diagnóstica é:

A
úlcera duodenal perfurada.
B
infecção no local de punção venosa (flebite).
C
embolização séptica para o baço.
D
pancreatite aguda.
E
obstrução intestinal.
Uma senhora de 65 anos foi submetida, há 20 anos, à correção de hérnia incisional pós-cesárea. Evoluiu com recidiva da hérnia quatro meses após a cirurgia. Refere que o abaulamento da região vem aumentando progressivamente, levando a dificuldade para deambular e evacuar. Tem diabetes controlado com hipoglicemiante oral e lúpus controlado com corticoide. Índice de massa corpórea: 43,5 kg/m². Tem abdome em avental, com abaulamento da região infraumbilical e de flanco esquerdo, medindo 55 cm no sentido transversal, 30 cm no sentido longitudinal e 28 cm de altura. A pele tem hiperemia e lesão ulcerada. Foi submetida à hernioplastia com redução do conteúdo do saco herniário (grande omento, cólon transverso e estômago), sutura borda a borda do anel herniário e dermolipectomia. Foi extubada no primeiro pós-operatório, após gasometria normal, colhida com a doente em ventilação mecânica, com fração inspirada de oxigênio de 30%. No segundo pós-operatório, apresenta frequência cardíaca de 140 bpm e respiratória de 42 ipm. PA = 70 × 40 mmHg. Pressão venosa central: +10 cm de água. Oligúria. Causa mais provável da instabilidade:
Com relação ao diagnóstico pré-natal das cardiopatias congênitas, considere as a?rmativas a seguir. I. A ecocardiogra?a fetal é um instrumento valioso para a avaliação fetal e é considerada uma ferramenta fundamental para o diagnóstico cardiológico intra-uterino, incluindo as anomalias estruturais, as alterações do ritmo e as alterações funcionais. II. É recomendada a realização da ecocardiogra?a fetal a partir da 20ª semana de gestação até o termo, sendo que as melhores imagens são obtidas entre 22 e 28 semanas. III. O diagnóstico pré-natal das malformações cardíacas não modi?cam o prognóstico do recém-nascido, pois ainda há poucas alternativas de tratamento intra-útero. IV. O diagnóstico pré-natal das malformações cardíacas é realizado através de ultrassonogra?a transvaginal até a 14ª semana de gestação. Assinale a alternativa correta.
Criança de dois anos, com quadro de pneumonia, apresenta piora clínica e é levada ao pronto-socorro. Ao exame apresentava-se: sonolenta, cianótica, FC: 180 bpm, FR: 65 ipm, com retração de fúrcula, batimento das asas do nariz e em uso da musculatura acessória. Foi colocado oxigênio a 10 l/min sob máscara com saturação 88%. Nesta situação clínica, a conduta a ser adotada será:
Como é executado o teste de Tinel na investigação clínica da síndrome do túnel do carpo?
Compartilhar