Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Infectologia

Paciente com endocardite infecciosa na válvula aórtica, em tratamento com antibiótico há quinze dias, está sem febre há oito. Subitamente, apresenta dor de forte intensidade no hipocôndrio esquerdo, seguida de febre e calafrios. A hipótese diagnóstica é:

A
úlcera duodenal perfurada.
B
infecção no local de punção venosa (flebite).
C
embolização séptica para o baço.
D
pancreatite aguda.
E
obstrução intestinal.
Mulher de 40 anos de idade, sem comorbidades, chega ansiosamente ao consultório para mostrar seu olho que amanheceu parcialmente coberto de uma cor vermelha intensa. Ficou assustada, pois seu pai teve um AVC hemorrágico recentemente. Refere apenas desconforto leve no olho direito, sem outros sintomas. Ao exame, apresenta coleção difusa de sangue no olho direito, preservando a íris, com acuidade visual normal e reflexos pupilares presentes. Pressão arterial é de 155 x 95 mmHg. Qual a conduta a ser tomada?
Menina de 2 anos e 6 meses, foi levada ao pronto atendimento com dor no braço direito após ter sido levantada pelos antebraços durante brincadeira (um adulto girou segurando-a pelas mãos). Estava com o antebraço fletido, apoiava a mão direita no abdome e não queria que ninguém mexesse no membro afetado. O provável diagnóstico foi:
As metástases de rabdomiossarcomas ocorrem mais comumente para:
Lactente que nasceu com 2,8 kg, APGAR 9 e 10, no primeiro e no quinto minuto, respectivamente, sem malformações ou outras alterações, consultou com três meses de vida, e o médico verificou que o lactente apresentava resposta ativa ao contato social (respondeu com sorriso e emissão de sons quando “conversou” com ele), segurava objetos e, quando colocado de bruços, levantava a cabeça, apoiando-se nos antebraços, sendo classificado nesta consulta como tendo desenvolvimento normal. Retorna para consultar com quatro meses de vida, e o médico, na avaliação do desenvolvimento, observa que, além dos marcos da consulta anterior, o lactente localiza sons, busca objetos ativamente e os leva à boca, mas não os transfere de uma mão para outra, muda de posição ativamente (rola), mas não senta sem apoio. Nessa consulta, qual a impressão diagnóstica do desenvolvimento do lactente, considerando o que foi acima informado e a classificação proposta na Caderneta da Criança do Ministério da Saúde?
Compartilhar