Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Paciente com hemorragia intrauterina é submetida à aspiração por mola hidatiforme. Cessado o sangramento, o controle da ausência de atividade trofoblástica far-se á por:

A
dosagem do estriol urinário.
B
exame citopatológico.
C
USG seriada.
D
pesquisa e eventual dosagem de gonadotrofinas.
E
dosagem seriada da progesterona sérica.
Recém-nascido coabitante de foco bacilifero deve receber quimioprofilaxia com isoniazida por 3 meses e, após esse período, deve-se fazer a prova tuberculínica na criança. Se reatora:
Com relação aos erros inatos do metabolismo, é correto afirmar que:
Doenças que envolvem a pelura direta ou indiretamente em acumulo de liquido pleural. Uma vez diagnosticado o derrame pleural (DP), deve-se tentar definir a sua etiologia. A aparência do DP pode ser útil para guiar possíveis diagnósticos. Segundo os critérios de Light, um dos critérios abaixo já indica um exsudato, exceto:
Lactente com 3 meses de idade procura o Posto de Saúde com queixa de tosse persistente há 3 semanas, gemente e inapetente há 2 dias. Nega febre durante toda a doença. Nascido de parto normal, a termo, peso adequado para idade gestacional, Apgar 9, 10. Consultas anteriores: aos 7 dias de vida, icterícia fisiológica e aos 30 dias de vida, conjuntivite. Leite materno exclusivo. Ao exame físico: Peso 5100 g, comprimento 60 cm. BEG, FR 58 irpm, FC 120 bpm, temperatura axilar 36,5 ºC. Ausculta pulmonar com MV presente e estertores subcrepitantes disseminados. Restante do exame sem anormalidades. Radiografia de tórax mostra opacidade heterogênea no lobo superior direito. Hemograma: 10 g Hb, Leucócitos 13000 (bastonetes 1%, segmentados 34%, eosinófilos 9%, basófilos 1%, linfócitos 40%, monócitos 5%). Qual o mais provável diagnóstico para esse caso?
Compartilhar