Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Hematologia

Paciente com história de hepatite crônica por vírus C, sem seguimento médico ambulatorial há 12 anos, apresenta-se ao pronto socorro com queixa de aumento progressivo de volume abdominal e desconforto respiratório. Ao exame apresenta-se consciente, com aranhas vasculares, eritema palmar, ascite tensa e circulação colateral evidente em parede abdominal. Baseando-se no caso apresentado, assinale a alternativa INCORRETA:

A
Na presença de RNI acima de 2, deve-se transfundir plasma fresco antes de realizar a paracentese.
B
Na presença de mais de 250 polimorfonucleares na análise do líquido ascítico, deve-se suspeitar de peritonite bacteriana espontânea.
C
Pela presença de desconforto respiratório e ascite tensa, a conduta inicial de escolha é a paracentese terapêutica com retirada de até 5.000 ml do líquido ascítico.
D
Na terapia de manutenção, utiliza-se espironolactona associada à furosemida.
E
O uso de diuréticos por via endovenosa não está indicado no tratamento de ascite secundária à cirrose.
Em pediatria uma intercorrência neurológica comum é a convulsão febril. Sobre esta morbidade é CORRETO afirmar que:
Desde a década passada, a Atenção Integral às Doenças Prevalentes da Infância (AIDPI) revelou-se uma estratégia adequada à disposição dos médicos, com um conjunto básico de intervenções baseadas em evidências científicas que permitem prevenir e tratar eficazmente as principais doenças e problemas que afetam a saúde nos primeiros anos de vida. Acerca dessas evidências, julgue o item. O caso de uma criança de dois anos de idade que tosse há três dias, consegue ingerir líquidos e que, ao exame físico, apresenta frequência respiratória de 50 incursões por minuto, sem retrações, estridor ou sibilância não deve ser classificado como pneumonia.
Assinale a alternativa correta sobre trauma torácico:
Paciente de 43 anos, apresentando vários episódios de hipoacusia flutuante e tinnitus em orelha direita, associado com tonturas rotatórias acompanhada de náuseas, vômitos e sudorese, além da sensação de plenitude aural. Sintomas intermitentes com períodos de melhora. Sendo assim, o paciente apresenta a tríade clássica de Síndrome de Ménière. Nesta doença:
Compartilhar