Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Paciente de 1º DPO de tireoidectomia apresenta sinais de tetania, sinal de Chivostec e Trusseau. Isto pode significar:

A
Hipocalemia
B
Hipocalcemia
C
Hiponatremia
D
Hipomagnesemia
E
Este quadro clínico é normal em pós-operatório de tireoidectomia
Peri, 35 anos, é atendido pelo GSE em via pública, após acidente automobilístico. Está alcoolizado, apresenta trauma torácico, com desconforto respiratório e hipotensão (PA 90/60mmHg), que responde a infusão de cristaloides; FC 100 bpm, FR 28 irpm. Submetido a cateterismo vesical que dá saída a 50 ml de urina sanguinolenta, a ultrassonografia abdominal que revela moderada quantidade de líquido livre na cavidade peritoneal; radiografia de tórax com hipotransparência difusa em hemitórax esquerdo. Após dez dias de internação na UTI, como se mantinha dependente de ventilação mecânica, foi realizada traqueostomia. Doze horas após o procedimento,o alarme do respirador indica “baixa pressão”. O paciente está cianótico e há deslocamento da cânula de traqueostomia. Neste momento deve-se:
ID: Duas crianças estão sendo submetidas à traqueostomia. Criança A: é portadora de acúmulo de secreção na traqueia e brônquio. Ao abrir a traqueia ocorre edema agudo de pulmão. Criança B: é portadora de hipoventilação alveolar. Ao abrir a traqueia ocorre parada cardíaca. Estes acidentes ocorreram porque o:
Mulher de 73 anos de idade procura seu consultório com história clínica de sangramento digestivo baixo. Relata que há três meses vem apresentando sangramento às evacuações. Nega alteração no hábito intestinal. Qual a sequência preferencial na investigação diagnóstica?
Na toxidade sistêmica provocada por anestésicos locais:
Compartilhar