Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Paciente de 24 anos, gestante de 20 semanas, em uso de sulfato ferroso, foi encaminhada ao hematologista para investigação de anemia microcítica e hipocrômica, com RDW (índice de variabilidade dos glóbulos vermelhos) normal, mas que apresenta diminuição gradativa de hemoglobina e do hematócrito apesar da reposição de ferro. Apresenta ferritina normal, mas não trouxe dosagem do ferro sérico. Qual o diagnóstico possível e conduta adequada?

A
Anemia de cooley, devendo-se solicitar eletroflorese de hemoglobina, onde haverá nível de hemoglobina fetal > 20%.
B
Anemia ferropriva com complemento de ferro insuficiente; prescrever noripurum EV.
C
Talassemia Minor, devendo-se solicitar eletroflorese de hemoglobina, onde haverá predomínio de hemoglobina A2.
D
Anemia de Doença-Crônica; internar a paciente para investigação diagnóstica.
E
Nenhuma das respostas acima.
Primigesta com evolução normal do trabalho de parto, durante o período expulsivo tem uma parada na progressão, com apresentação cefálica em occípito direita transversa e assinclitismo anterior, plano +2 De Lee e batimentos cardíacos fetais de 128 bpm. A melhor conduta é:
Paciente do sexo feminino, 50 anos, comparece ao consultório médico para avaliação de osteoporose. Sem queixas no momento. Menopausa desde os 39 anos, sem terapia de reposição hormonal. Nuligesta. Nega tabagismo e etilismo. Antecedentes pessoais: asma brônquica na infância, com uso de corticoide por longos períodos. Nega outras patologias. Antecedentes familiares: pai hipertenso, mãe dislipêmica e portadora de osteoporose. Ao exame físico: IMC: 21 kg/m2, PA:120 x 80 mmHg, FC: 84 bpm, tiroide normopalpável; demais, sem alterações. Assinale a alternativa INCORRETA.
A rizartrose geralmente acompanha a:
Criança, sexo masculino, sete anos, história de amigdalite purulenta, tratada com penicilina benzatina três dias após o início dos sintomas. Após 7 dias de tratamento, notou-se urina escura, diminuição do volume urinário, edema e cefaleia. Na avaliação clínica, confirma-se presença de edema e a pressão arterial observada é de 130 x 90 mmHg, sem sinais de encefalopatia hipertensiva. Exames laboratoriais confirmam o diagnóstico de glomerulonefrite aguda pós-estrepcócica. Para o controle da hipertensão arterial, inicialmente você tomaria as seguintes condutas, exceto:
Compartilhar