Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Pneumologia

Paciente de 25 anos com história de dor torácica súbita, encontra-se chocado (PA de 70/30 mmHg e frequência cardíaca de 120 bat/min) com enfisema subcutâneo na região cervical, sem lesões aparentes dos lábios ou da boca. Qual seria a principal suspeita diagnóstica:

A
infarto agudo do miocárdio
B
lesão cáustica do esôfago
C
síndrome de Boerhaave
D
mediastinite
E
síndrome de Mallory-Weiss
Paciente diabética, de 54 anos, está em uso de sulfonilureia e metformina; inapetente há quatro dias, é levada a atendimento hospitalar com quadro clínico de dor de cabeça, confusão, tontura, fraqueza, sudorese, taquicardia e tremor. O diagnóstico mais provável é:
Sobre Hipertensão Arterial Sistêmica ( HAS), considere as seguintes afirmações: I - A principal relevância da identificação e controle da HAS reside na redução das suas complicações, tais como: doença cérebro-vascular e doença renal crônica. II - Hipertensão arterial é definida como pressão arterial sistólica maior ou igual a 140mmHg e uma pressão arterial diastólica maior ou igual a 90mmHg. III - Hipotereoidismo e hipertireoidismo são causas de hipertensão secundária. Quais estão corretas?
Considerando as principais estratégias para o tratamento não-farmacológico da Hipertensão Arterial Sistêmica, a alternativa correta e mais completa é:
Considere-se o caso de paciente feminina, de 36 anos, com Índice de Massa Corporal (IMC) =33kg/m², com Relação Cintura/Quadril (RCQ)=1. Segundo a World Heath Organization (WHO), 1998,
Compartilhar