Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Paciente de 26 anos, sem patologias prévias, admitido na emergência por politraumatismo após acidente automobilístico é estabilizado e transferido para a Unidade de Terapia Intensiva. Tomografia contrastada realizada nas primeiras 6 horas de internamento mostrou fratura de base de crânio e discreto hematoma subdural. No terceiro dia, observa-se a seguinte curva de creatinina: dia 1 = 0,7/dia 2 = 3,3/dia 3 = 8,1. Com base nesses dados, qual a principal hipótese para a insuficiência renal aguda deste paciente?

A
Necrose tubular aguda.
B
Nefropatia induzida por contraste.
C
Rabdomiólise.
D
Hipovolemia.
E
Hematoma capsular renal.
Homem de 62 anos, grande fumante, normotenso e com índice de massa corporal de 32 apresenta os seguintes resutados de exames: Ureia: 80mg%; Creatinina: 3,2mg%; Hematócrito: 28%; Colesterol total: 320mg%; HDL:28; LDL:170; EAS sem proteína, glicose, hemácias ou leucócitos. Sua principal hipótese para a disfunção renal detectada seria:
Mulher com 51 anos de idade é internada devido a falta de ar, tosse e emagrecimento não quantificado, negando febre, dor torácica ou edemas. Há 7 anos mastectomia por CA, fazendo quimio e radioterapia. Diabética e hipertensa há 12 anos usando IECA. Hipotireodismo há 1 ano, em uso irregular de 25 mcg de Puran T4. Coração em RR de 3 tempos (B4). MV e FTV abolidos em 2/3 inferiores do hemitórax direito. PA: 110 x 70 mmHg deitada e após 3 minutos de pé; FR: 24 irpm; FC 66 bpm. Ecocardiograma com derrame pericárdico importante e leve disfunção sistólica de VE, sem outras anormalidades de monta. São hipóteses diagnósticas prováveis, EXCETO.
Homem, 43 anos, obeso, relata mal-estar, taquicardia, sudorese, confusão mental e cefaleia sempre que fica em jejum por algum tempo, com melhora dos sintomas assim que se alimentava. Até um último episódio em que não conseguiu tempo suficiente para tal e acordou na emergência do hospital onde você está de plantão. Estes sintomas são sugestivos de:
O FAST (Focused Assessment for Sonography in Trauma) é um exame diagnóstico rápido para avaliar pacientes com possíveis lesões tóraco-Abdominais. Cirurgiões realizam o FAST como parte de uma avaliação secundária do ATLS (Advanced Trauma Life Support) Assim, quando há um hemoperitônio a imagem ultrassonográfica encontrada é:
Compartilhar