Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Paciente de 32 anos apresenta gengivorragia ao escovar os dentes, bolhas hemorrágicas em cavidade oral e equimoses em membros inferiores há três dias. Está corada, afebril e não apresenta hepatoesplenomegalia. O hemograma revela Hcto 38%; Hb 13,5 g/dl; leucócitos 9.500/mm³ com 1% basófilos, 4% eosinófilos, 5% bastões, 70% segmentados, 16% linfócitos e 4% monócitos, plaquetas 18.000/mm³, TAP = 14 segundos com 85% de atividade, PTT = 37 segundos. O diagnóstico mais provável é:

A
Púrpura trombocitopênica imunológica aguda
B
Leucemia mieloide aguda
C
Dengue hemorrágica
D
Aplasia medular
Primigesta de 38 anos, na décima sexta semana de gravidez, relatou perda sanguínea vaginal intermitente. A medida de altura do fundo uterino foi de 24 cm os batimentos cardíacos fetais estavam inaudíveis ao sonar e a dosagem betagonadotrofina coriônica foi de 300.000UI/ml. A causa provável do sangramento é:
Sobre as glomerulonefrites na infância, é CORRETO afirmar:
As seguintes situações podem mimetizar um Acidente Vascular Encefálico:
Primigesta de 19 anos, com idade gestacional de 37 semanas, apresentando dor abdominal em barra e escotomas. Ao exame clínico constata-se: edema importante, generalizado; PA = 170/110mmHg; reflexos tendinosos exaltados; dinâmica uterina ausente; bfc = 152 por minuto; toque vaginal: colo uterino com dilatação de 5 cm. A conduta, neste caso, é:
Compartilhar