Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente de 32 anos apresenta menstruações irregulares e infertilidade. A biópsia do endométrio mostra hiperplasia complexa com atipia citológica mínima. O tratamento mais adequado para esta paciente é:

A
observação
B
indução da ovulação com GnRH
C
tratamento cíclico com estrogênio
D
tratamento contínuo com progestogênio
E
histerectomia
Recém-nascido com 8 dias de vida é trazido ao pronto socorro com história de desconforto respiratório iniciado há 2 dias, com piora progressiva. Nasceu de parto normal, com 39 semanas, pesando 3,760 g, com índice de Apgar 8 e 9 no 1° e 5° minutos, respectivamente, e recebeu alta no 1° dia de vida com aleitamento materno exclusivo. A mãe nega febre ou outros sintomas. Ao examiná-lo, você percebe palidez cutânea, FC 175 bpm, FR 64 irpm, PA 72 x 40 (56) mmHg no membro superior direito e PA 43 x 24 (31) mmHg no membro inferior esquerdo, ausculta pulmonar normal e ausculta cardíaca revela sopro contínuo em borda esternal esquerda alta. Os pulsos periféricos são finos e a perfusão é de 2 segundos na mão direita. Na conduta imediata mais apropriada deve-se:
Menino, lactente de sete meses de idade, há seis horas começou com vômitos biliosos, crises de choro com períodos de acalmia, distensão abdominal e evacuações com muco e sangue. São diagnósticos possíveis deste quadro:
Homem de 60 anos com queixa de diminuição do jato urinário, esforço para iniciar a micção, sensação de esvaziamento vesical incompleto e nictúria três vezes por noite há cinco anos, evoluindo com piora no último ano. Refere que tais sintomas o incomodam e diminuem sua qualidade de vida. Não apresenta comorbidades, nem faz uso de medicamento. Ao toque retal apresenta próstata de aproximadamente 50 cm3 parenquimatosa, consistência fibroelástica, limites precisos e sem nódulos. Exames complementares: PSA total = 3,6 / PSA livre = 1,2 / Creatinina = 1,0 / Urina 1 = normal / Urocultura = negativa US de Vias Urinárias = rins sem alterações e ausência de dilatação do trato urinário. Bexiga com contornos regulares, sem espessamentos da parede. Próstata (transabdominal) com volume de 48,6 cm3, sem projeção intravesical. Volume vesical pré-miccional de 358 ml e pós-miccional de 80 ml. Considerando as informações acima, a melhor opção para o tratamento do paciente é:
Atualmente, o Vírus Sincicial Respiratório (VSR) é reconhecido como o principal agente causal da bronquiolite. Durante surtos epidêmicos de VSR, 80% das bronquiolites são causadas por esse vírus. Para orientação dos pais quanto à profilaxia dessa doença é importante saber a faixa etária mais suscetível ao VSR. A profilaxia pode ser feita pelo uso de anticorpo monoclonal humanizado e deve ser aplicado: I- RN prematuros com idade gestacional "menor ou igual a" 28 semanas, se < 12 meses no início da estação; II- Portador de Broncodisplasia pulmonar, se < 24 meses no início da estação; III- RN prematuros com idade gestacional 33 a 35 semanas, se < 24 meses no início da estação; IV- Portador de cardiopatia congênita com repercussão hemodinâmica se < 24 meses no início da estação.
Compartilhar