Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente de 32 anos, nuligesta, chega ao consultório com relato de dor pélvica crônica desde os 25 anos. Refere ciclos menstruais de 25 dias de duração com 8 dias de sangramento de moderada intensidade. Dismenorreia, náuseas e vômitos são frequentes durante a menstruação. Existe melhora dos sintomas com contraceptivos orais, mas a paciente relata parada do uso há 2 anos. O exame físico da paciente é normal. O diagnóstico mais provável é:

A
Adenomiose.
B
Endometriose
C
Varizes pélvicas
D
DIP crônica
E
Síndrome do intestino irritável
Qual das alternativas abaixo contém apenas formas virais da hepatite que podem cronificar?
São dores pélvicas de causas não ginecológicas, EXCETO: Referência: ROTINAS EM GINECOLOGIA Fernando Freitas e cols. - Dor pélvica crônica.
No tratamento do hirsutismo utiliza-se anticoncepcional combinado porque: Referência: ROTINAS EM GINECOLOGIA - Fernando Freitas e cols. Hiperandrogenismo .
Homem negro de 64 anos é internado devido à insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal e polineuropatia. Ao exame chama atenção a presença de pápulas céreas nas regiões inguinais e axilares. Seus exames revelaram: ureia 180 mg/dl, creatinina: 6.3 mg/dl, proteínas totais: 9.0 g/dl, albumina 3.2 g/dl, hematócrito 24% com leucometria e plaquetas normais. EAS com celularidade normal, proteinúria 3+ sem cilindros. O ecocardiograma revelou espessamento ventricular esquerdo sem disfunção sistólica. Qual dos seguintes exames tem maior chance de esclarecer o diagnóstico?
Compartilhar