Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Para se fazer o diagnóstico da DIP grau I, cujo tratamento é ambulatorial nos valemos de qual propedêutica?

A
Ultrassonografia transvaginal fecha o diagnóstico.
B
Ultrassonografia transvaginal e hemograma.
C
Sinais e sintomas e exame clínico.
D
Citologia oncótica e ultrassonografia transvaginal.
E
Hemograma e culdocentese.
Assinale abaixo o valor limite de PCO2 acima do qual se confirma o diagnóstico de morte encefálica na prova da apneia.
Recém-nascido do sexo feminino com idade gestacional de 38 semanas, nasceu de parto cesariano devido a polidrâmnio, Apgar 7 e 10, não foi possível passagem de sonda gástrica durante o atendimento na sala de parto. Iniciou quadro de taquipneia e saída oral de secreção salivar "espumosa". Foi submetida a radiografia simples de abdome, que evidenciou bolsão esofágico dilatado e presença de ar no abdome. O diagnóstico etiológico mais provável é:
No câncer de próstata, o escore de Gleason, observado na histologia, tem um papel crucial não só na classificação dos tumores, mas também como fator prognóstico. Sobre o escore de Gleason, é INCORRETO afirmar:
A Academia Americana de Pediatria publicou, em 2011, uma diretriz sobre convulsão febril simples na infância. Considera que pacientes de seis meses a seis anos sejam avaliados nas primeiras 12 horas após a crise convulsiva. A crise não pode ser prolongada, focal e/ou recorrente. Não é válida para aqueles com quadros neurológicos prévios, anormalidades conhecidas do sistema nervoso central ou história de convulsões afebris. Assim, nessas crianças, com convulsão febril simples:
Compartilhar