Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Hematologia

Paciente de 40 anos, submetida há 2 anos à cirurgia de obesidade, refere perda de 35 kg nesse período. Não informa o tipo de cirurgia e não realizou acompanhamento pós-cirúrgico com a equipe que a operou. Vem à consulta com queixas de fraqueza muscular e sensação de parestesia de extremidades. Qual o diagnóstico mais provável?

A
Síndrome conversiva.
B
Deficiência de zinco.
C
Deficiência de cálcio.
D
Deficiência de vitamina B12.
E
Deficiência de ferro.
Em relação à coinfecção HIV/HBV, considere as seguintes afirmativas: 1. Indivíduos infectados pelo HIV que desenvolvem hepatite aguda pelo HBV têm risco 5 a 6 vezes maior de se tornarem portadores crônicos do HBV quando comparados a HIV negativos. 2. Apresenta replicação viral mais elevada do DNA do HBV e como consequência risco de desenvolver doença crônica hepática grave. 3. A taxa de resistência à lamivudina é estimada em 15% a 30% ao ano e tem sido associada ao uso prolongado dessa droga. 4. Os inibidores de protease e inibidores de transcriptase reversa não nucleosídeos não estão associados a uma maior hepatoxicidade nesses pacientes. Assinale a alternativa correta.
Em relação à resposta metabólica ao trauma, podemos afirmar que:
Recém-nascido com 33 semanas de idade gestacional, com peso de nascimento de 1440g, evolui com insuficiência respiratória, imediatamente após parto cesariana por doença hipertensiva específica da gestação. Gestante recebeu betametasona 24 horas antes do parto. O neonato apresentou gemência, tiragem intercostal, taquipnéia e cianose central. Qual o provável diagnóstico da doença do neonato?
Um motorista, 55 anos, sofre uma colisão frontal. À admissão na Unidade de Emergências, sua pressão arterial sistólica é de 85 mmHg, caindo para 55 mmHg durante a inspiração. ECG mostra alternância elétrica do complexo QRS. Qual a conduta terapêutica mais efetiva?
Compartilhar