Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hepatologia

Paciente de 42 anos, em acompanhamento médico por apresentar cirrose hepática de etiologia alcoólica diagnosticada por biopsia hepática realizada há oito meses. Retorna ao medico referindo diminuição da diurese e aumento do volume abdominal. O exame físico revela hepatomegalia, icterícia e ascite. Na investigação da ascite do paciente, o melhor exame para o diagnóstico de hipertensão portal é:

A
O gradiente de albumina soro-ascite maior que 1,1 g/dL
B
Ultrassonografia abdominal
C
Fosfatase alcalina e amilase séricas
D
Tomografia computadorizada do abdome
E
Biópsia hepática percutânea
No afundamento torácico (tórax flácido) o fator mais importante para o aparecimento da síndrome do desconforto respiratório é:
Lucília sofreu fratura de membros inferiores (fêmur e tíbia) após acidente automobilístico, sem sinais de trauma em tórax ou abdome. Estava em observação na emergência, evoluindo bem. Após 24h do acidente, apresentou dificuldade respiratória progressiva, cianose, torpor, anemia, febre e aparecimento de petéquias no corpo. A radiografia de tórax demonstrou infiltrado hilar e basal, difuso e bilateral. O diagnóstico de Lucília, neste momento, é de:
Jéssica tem 2 anos e chega ao pronto-socorro com dor e incapacidade de movimentação do membro superior direito. A mãe nega história de trauma e informa que tudo aconteceu quando passeavam na praça: "Doutor, ela tropeçou e ia cair quando eu a puxei e levantei pela mão direita". Ao exame, Jéssica mantém o braço direito fletido, tem dor à movimentação e sua mão está em pronação. O diagnóstico mais provável para Jéssica é:
São características radiográficas da osteoartrose, exceto:
Compartilhar