Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Endocrinologia

Hematologia

Reumatologia

Paciente de 46 anos, sexo feminino, cor branca, com QDP - flatulência há mais de 10 anos, HDA - flatulência e sensação de distensão, algumas vezes associadas a períodos de fezes amolecidas, explosivas de 3 a 4 vezes ao dia, nega dor abdominal ou presença de produtos patológicos nas fezes. Antecedentes patológicos: lesões eritomatovesiculares em ambos os cotovelos, osteopenia diagnosticada há 4 anos e tratada, hipotireoidismo em tratamento, ciclo menstrual regular e habitual; antecedentes pessoais: anemia ferropriva há mais de 1 ano, tratada, história de atopia na infância; antecedentes familiares: mãe com câncer de mama. Exame físico: BEG, descorada +/4+ pele, presença de lesões populares em ambos cotovelos e demais exames sem particularidades; exames laboratoriais: Hb-10,7 leucócitos-7350 PCR- 2,3, teste de tolerância da glicose 86/94/87/84 lgA 4 AST e ALt normal, antiendomísio negativo colonoscopia normal, EDA- edema difuso das pregas duodenais com presença de pregas serrilhas. Qual é o provável diagnóstico do caso?

A
Tumor carcinoide.
B
Retocolite ulcerativa.
C
Doença celíaca.
D
Síndrome do intestino irritável.
E
Doença de Crhon.
Josefina, de 54 anos, deu entrada na emergência com quadro clínico compatível com o diagnóstico de colecistite aguda, posteriormente confirmada por exames laboratoriais e de imagem. O tratamento clínico indicado incluiu dieta zero, hidratação venosa, analgesia e antibioticoterapia. O uso de antibiótico, indicado para Josefina, tem como finalidade a cobertura da infecção por germes do tipo GRAM:
Ao abordar as neoplasias digestivas você enfatiza que a forma mais comum de metastatização do câncer de cólon é para linfonodos regionais. Esta disseminação está ligada, principalmente, a fatores como tamanho do tumor, diferenciação do tumor, invasão linfovascular e profundidade de invasão. Dentre estes fatores aquele que, individualmente, é o mais importante fator preditivo de desenvolvimento de metástase em linfonodos regionais é: (VER IMAGEM)
São características do carcinoma espinocelular de esôfago, EXCETO:
Um paciente de 45 anos, portador de cirrose hepática compensada ( Child A), foi atendido em um serviço de emergência com hemorragia aguda por varizes de esôfago. Após estabilização hemodinâmica, a próxima conduta é:
Compartilhar