Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Paciente de 50 anos de idade, tabagista 20 cigarros/dia, há 30 anos, é admitido com história de 3 dias de febre alta, tosse produtiva, expectoração amarela, dor torácica e dispneia progressiva. Ao exame, estava pálido, leve icterícia de mucosas, com batimentos de aletas nasais, frequência respiratória de 34 incursões por minuto, pressão arterial de 90 x 60 mmHg. RX de tórax mostra condensação alveolar em terço médio e superior de pulmão direito, hemograma com 18500 leucócitos com 7600 bastões, ureia de 60 (normal até 40), creatinina de 1,6, bilirrubinas de 3,5 mg%. Mesmo com hidratação vigorosa, a pressão arterial do paciente não se altera na emergência, e o mesmo é admitido na Unidade de Terapia Intensiva. Terapêutica mais adequada é:

A
Penicilina G + vancomicina.
B
Claritomicina + ceftriaxone.
C
Ceftriaxone + vancomicina.
D
Ciprofloxacina + cefepima.
E
Vancomicina + ciprofloxacina.
Morgana, 15 anos, namora Roger, de 18 anos, há três anos. Há dois dias teve sua primeira relação sexual e procurou atendimento médico porque não quer engravidar. Relata menarca aos 13 anos, com ciclo menstrual regular. Na avaliação de Morgana você identifica que existe risco de gravidez após esta relação, considerando o período menstrual. Sua orientação, neste momento, é:
Priscila tem 22 anos, gesta II/I, idade gestacional de 31 semanas e relato de um parto normal prematuro há três anos. Procura a emergência por apresentar cólicas frequentes que ficaram mais intensas nas últimas duas horas. Durante o exame você identifica BCF 140 bpm, 2 metrossístoles em 10' de 35”, tônus normal, ao toque colo dilatado 2,0 - 3,0 cm, bolsa íntegra cefálica. Diante deste exame você deve:
Com relação aos divertículos epifrênicos, é correto afirmar, EXCETO:
Um paciente de 45 anos, portador de cirrose hepática compensada ( Child A), foi atendido em um serviço de emergência com hemorragia aguda por varizes de esôfago. Após estabilização hemodinâmica, a próxima conduta é:
Compartilhar