Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Paciente de 50 anos tem diagnóstico de adenocarcinoma de pulmão pela broncoscopia (lesão vegetante em segmento anterior do lobo superior direito a mais de 2 cm da carina principal). Biópsia de linfonodo supraclavicular ipsilateral teve como diagnóstico: adenocarcinoma metastático para linfonodo. Tomografia computadorizada de tórax não evidencia outras alterações além da massa pulmonar, em lobo superior direito, de 3,5 cm em seu maior diâmetro. Tomografias computadorizadas de abdome e crânio sem implantes secundários. O melhor estadiamento (TNM) para este paciente é:

A
T2N3M0
B
T3N3M0
C
T2N2M0
D
T2N3M1
E
T3N3M1
A síndrome de Fitz-Hugh-Curtis está relacionada a:
A presença de hifas no esfregaço de células vaginais indica:
Uma menina de 4 anos de idade apresenta-se com edema periorbitário no início da manhã. Sua albumina sérica é de 1,5 g/dl. O diagnóstico mais provável é:
Feminina, 28 anos, consulta com queixas de desconforto abdominal intermitente, eructações frequentes com evolução de vários meses, mais recentemente tensão pré-menstrual acentuada com enxaqueca menstrual, observando cólicas abdominais frequentes, com modificação do padrão evacuatório (urgência, disquesia retal) e modificação da forma e consistência das fezes (amolecidas, por vezes em “fitas”.) Em consultas recentes, recebeu diagnósticos dispares. Infeliz no casamento, com anorgasmia, dispareunia e surtos de proctalgia fugaz. Ao exame clínico: ansiosa, desconfiada, eutrofica, extremidades frias e sudoréticas, dispneia suspirosa. Dados vitais normais. No exame segmentar do abdome: distensão e dolorimento difuso, mais acentuado em FID-Borborigmo audível. Exame retal: plicomas - hipertonia esficteriana. O seu diagnóstico presuntivo seria:
Compartilhar