Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Paciente de 50 anos vem apresentando quadro infeccioso e necrotizante em região genital e perineal, com grave quadro toxêmico há 48 horas. Assinale a alternativa incorreta.

A
A oxigenoterapia hiperbárica deve ser empregada como substituta para a terapêutica cirúrgica local.
B
O diagnóstico provável, para esse caso, é de uma fasciite necrotizante (Síndrome de Fournier).
C
A infecção ativa citocinas, como interleucinas, fatores de necrose tumoral e interferon gama ocorrendo trombose capilar com necrose da fáscia, do tecido celular subcutâneo e da pele.
D
A abordagem cirúrgica consiste em desbridamento amplo de todo o tecido desvitalizado.
E
A cobertura antibiótica deverá atingir bactérias gram-positivas, gram-negativas, aeróbias e anaeróbias.
Quanto à episiotomia e/ou perineotomia:
Para um homem idoso, com um infarto do miocárdio pregresso, foi indicado o uso de ácido acetilsalicílico para prevenção secundária de novas síndromes coronarianas. Dentre as seguintes, a dose diária que melhor une as características de prevenção e menor custo é:
A alteração do ciclo menstrual é uma das principais causas de consulta ginecológica. Acerca desse tema, julgue o item subsequente. A hiperplasia e a hipertrofia das células da granulosa são importantes alterações histológicas identificadas na síndrome dos ovários policísticos.
Uma senhora de 45 anos de idade, em uso crônico de anti-inflamatórios não esteroides (AINE), apresenta-se para atendimento emergencial com quadro de hematêmese. Após estabilização hemodinâmica, é encaminhada para endoscopia digestiva, que revela úlcera duodenal, sem sangramento atual, com coágulo firmemente aderido na base. Qual das condutas abaixo não diminui a ocorrência de ressangramento?
Compartilhar