Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente de 54 anos com quadro de dor abdominal, localizada em fossa ilíaca esquerda, associado a alteração de hábito intestinal. Refere episódios prévios de hematoquezia. Hemograma com leucocitose e desvio para esquerda. EAS sem alterações. O diagnóstico mais provável é:

A
Pielonefrite aguda
B
Hérnia inguinal encarcerada
C
Diverticulose aguda
D
Urolitíase
E
Infarto mesentérico
No 5º minuto de vida, um recém-nascido apresenta-se com frequência cardíaca abaixo de 100 bpm, choro fraco, cianose de extremidade, tônus muscular flácido e irritabilidade externa ausente. Podemos considerar um escore de Apgar para esse RN:
Durante o acompanhamento ambulatorial, o pediatra identificou que um paciente portador de displasia broncopulmonar apresentava ganho ponderal insuficiente nos primeiros meses de vida. O pediatra solicitou uma série de exames laboratoriais. Após ver os resultados, concluiu que o ganho ponderal insatisfatório era devido:
Qual o resultado esperado do exame do líquido cefalorraquidiano de uma criança com quadro de meningite bacteriana?
Homem de 42 anos apresentando dor lombar no flanco direito de moderada intensidade há dois meses, que intensificou há uma semana, necessitando de analgésicos e anti-inflamatórios para o controle da mesma. Tomografia de abdome evidencia cálculo renal direito de 2,1 cm, no terço inferior, com densidade de 1063UH (Unidades Hounsfield) e distância cálculo-pele de 11 cm. Presença de discreta dilatação da pelve renal direita (pelve extra hilar), sem outras alterações renais e de vísceras abdominais. Considerando as informações acima, a melhor conduta no tratamento do cálculo renal diagnosticado é:
Compartilhar