Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Paciente de 58 anos, tabagista de mais de 30 cigarros/dia, vai à emergência com história de que, há mais ou menos 3 horas, começou com calafrios. Já apresentava tosse produtiva purulenta e calafrios tremulantes uma semana antes, e chiado no peito. Sabia ser portadora de DPOC e usava broncodilatador de longa duração e corticoide inalatório, sendo que, às vezes, nebulizava com fenoterol e ipratrópio. Foi realizado RX de tórax que mostrou consolidação no lobo médio e língula. A paciente não apresentava outras comorbidades. Estava lúcida, orientada, FR 22, FC 90 e SatO2: 94%. Com relação a esse caso, podemos dizer que:

A
por ser portadora de DPOC, a paciente deve obrigatoriamente ser internada no hospital
B
a historia clínica e os calafrios tremulantes são compatíveis com o diagnóstico de exacerbação aguda da DPOC.
C
em se tratando de uma pneumonia adquirida na comunidade, os critérios de gravidade poderiam definir o melhor local de tratamento.
D
caso a opção seja por tratamento domiciliar, não há necessidade de reavaliação em 72 horas
E
o quadro clínico dispensa o uso dos critérios de gravidade e já autoriza antibiótico oral e tratamento domiciliar.
As Doenças Exantemáticas são moléstias infecciosas comuns na faixa etária pediátrica, sendo a erupção cutânea a característica dominante. Marque a alternativa INCORRETA quanto às Doenças Exantemáticas.
Nasce bebê de 34 semanas por cesariana de urgência por DPP. Ao exame, está hipotônico e sem movimentos respiratórios. É colocado em berço aquecido, posicionado, aspirado e secado. Em relação ao atendimento a lhe ser prestado, são apresentadas as seguintes assertivas: I. Após 30 segundos do nascimento, se permanecer em apneia, usa-se adrenalina intra tubo traqueal. II. Oxigênio a 21% na reanimação inicial pode ser tão efetivo quanto oxigênio a 100%, mas com menores riscos da hiperóxia. III. Se a FC permanecer abaixo de 60 bpm após a ventilação, deve-se começar as compressões torácicas na proporção de 5 para cada ventilação. Qual é a alternativa correta?
Criança nasceu com idade gestacional de 37 semanas, por cesárea eletiva, em boas condições (Apgar de 7 e 9 no 1º e 5º minutos de vida). Logo após o nascimento apresentou desconforto respiratório caracterizado por taquipneia, retrações intercostais e gemido audível sem estetoscópio, requerendo oxigênio suplementar já na sala de parto. Encaminhada a UTI neonatal, mantinha quadro respiratório sendo colocada em capacete de oxigênio. Realizada radiografia de tórax com 3 horas de vida, que mostrou hiper-insuflação, derrame intercisural e aumento da trama Peri-hilar. O diagnóstico mais provável:
As vacinas que fazem parte do calendário nacional de vacinação do Ministério da Saúde para maiores de sessenta anos são:
Compartilhar