Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Paciente de 60 anos HAS há 10 anos, em tratamento regular com Propranolol 80mg/dia e Hidroclorotiazida 25mg/dia. Não é diabética e os outros fatores de risco para doença cardiovascular estão controlados. Seu exame físico é normal, sua FC é de 96 bat/min e vem consistentemente apresentando medidas de PA em torno de 160/100 mmHg, a melhor conduta em relação aos seus medicamentos é:

A
Associar um terceiro fármaco.
B
Aumentar a dose do tiazídico.
C
Trocar o beta bloqueador por outra classe de antihipertensivo.
D
Insistir com dieta sem sal e perda de peso.
E
Aumentar a dose do propranolol.
Assinale a alternativa que indica a cardiopatia congênita que mais frequentemente se manifesta com insuficiência cardíaca:
Deu entrada no pronto-socorro às 3 horas da manhã, um paciente do sexo masculino, 35 anos de idade, presidiário, trazido por agentes penitenciários informando que o paciente estava com diarreia, febre, cãimbras musculares e dificuldade para dormir. Os policiais relataram que o mesmo está preso há 10 dias, por uso e tráfico de drogas. Ao exame foi observado: Taquicardia, hipertensão arterial, febril, agitação, miose, creção de pelos, lacrimejamento e rinorreia. Qual o provável diagnóstico?
O mecanismo de ação da anticoncepção oral de emergência não está completamente esclarecido. São mecanismos confirmados por estudos, EXCETO:
Uma criança de quatro anos de idade, sexo masculino, é encaminhada ao ambulatório, pois a professora notou discreto desvio do olho direito há 30 dias. Nascido de parto prematuro, com 35 semanas, peso: 2.730 g, estatura: 46,5 cm, Apgar: 9/9, permaneceu por seis horas em CPAP nasal e 12 horas no capacete de oxigênio, devido a desconforto respiratório leve. Recebeu alta hospitalar com três dias. A mãe nega infecções durante a gravidez. Exame físico: estrabismo com esotropia à direita e reflexo pupilar esbranquiçado. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Compartilhar