Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Paciente de 62 anos de idade, sexo feminino apresentou prurido intenso na região perianal há seis meses. Procurou o serviço público de saúde não sendo atendida por diversas vezes. No momento, refere hematoquesia de repetição e dor na região perineal com perdas espontâneas de fezes nas vestes. Ao exame físico, encontramos extensa lesão ulcero-infiltrativa do canal anal e incontinência fecal e o laudo histopatológico confirmou carcinoma espinocelular. A melhor conduta, neste caso, é:

A
amputação abdomino-perineal do reto.
B
curativos compressivos com antibióticos tópicos.
C
radioterapia, quimioterapia.
D
colostomia, radioterapia, quimioterapia.
E
quimioterapia.
Paciente com quadro de obstrução intestinal sem instabilidade hemodinâmica por Volvo de sigmoide. Após início da reposição hidroeletrolítica, está indicada:
A endometriose é uma condição benigna de etiologia desconhecida. São considerados fatores de risco para esta doença:
Crianças que apresentam ataques severos de enxaqueca, ou estado enxaquecoso ( cefaleia persistente por mais de três dias), e que não respondem ao tratamento agudo convencional da enxaqueca, podem beneficiar-se da utilização de:
Paciente de 6 meses deu entrada no hospital com quadro de broncopneumonia, sendo que este era o 3º episódio desde o nascimento. Seu ganho ponderal era inadequado e sua mãe relatava que ele cansava durante as mamadas. A criança estava taquipneica, taquicárdica, pulsos finos e apresentava sopro sistólico na ausculta cardíaca. O diagnóstico provável para a criança é:
Compartilhar