Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Paciente de 63 anos, sexo masculino, apresentando quadro de icterícia e perda de peso não especificada, queixando-se de astenia, inapetência e prurido intenso. Exames laboratoriais revelam Hb: 10mg/dl, HTC: 30%, Bilirrubina total: 24,7 mg/dl ; leucocitos : 9300, Bastoes : 3, bilirrubina direta : 20,1mgldl; bilirrubina indireta:4,6mg/dl; TGO: 512, TGP: 316 e FA: 2100. Diante do exposto, qual o provável diagnóstico?

A
ColedocolitÍase
B
Colangite
C
Colangite esclerosante primária
D
Colangiocarcinoma
E
Hepatite
Escolar de oito anos é levado a consulta de emergência devido a quadro de febre alta (39-39,5°C) e dor de garganta há quatro dias. Os pais informam que o paciente vem recebendo azitromicina há 48 horas sem melhora. Exame físico: exsutado purulento sobre as amígdalas, hiperemia de pilar anterior, petéquias em palato, linfadenomegalia generalizada e ponta de baço palpável. A principal hipótese diagnóstica e a conduta indicada nesse momento são, respectivamente:
Criança de dois anos apresenta manchas hipocrômicas em tronco e face, placas queratóticas foliculares em joelhos e cotovelos e prurido. O diagnóstico MAIS PROVÁVEL é:
A alteração cromossômica que resulta na Síndrome de Down é:
Mulher de 52 anos de idade, obesa, multípara, tem diagnóstico prévio de cálculo biliar. Dá entrada em pronto-socorro com dor abdominal em região epigástrica, náuseas e vômitos. A dosagem de amilase sérica está elevada em quatro vezes o valor normal. No momento da admissão, apresenta os seguintes critérios de Ranson, que apontam para um pior prognóstico, exceto.
Compartilhar