Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Cardiologia

Pneumologia

Paciente de 65 anos, 70 kg, internado há 24 horas com o diagnóstico de pancreatite aguda, apresentou um quadro de insuficiência respiratória aguda de rápida evolução, com hipoxemia não-responsiva à suplementação de oxigênio. Evoluiu com necessidade de intubação orotraqueal e foi encaminhado à UTI. Chegou hipotenso (PA = 80/40 mmHg), taquicárdico, cianótico. Radiografia de tórax com infiltrados alveolares difusos nos quatro quadrantes pulmonares. Presença de secreção rósea pela cânula orotraqueal. O paciente foi colocado em ventilação mecânica (VM) com os seguintes parâmetros: modo assistido-controlado a volume, volume corrente de 560 ml, fluxo inspiratório de 60 L/min, frequência respiratória de 20/min, FiO2 de 100%, PEEP de 8 cmH2O. Gasometria após início da VM mostrava: pH = 7,32, PaO2 = 150 mmHg, SaO2 = 92%, PaCO2 = 35 mmHg, Bic = 16,7. Foi realizada a inserção de um cateter de artéria pulmonar que demonstrou uma pressão da artéria pulmonar ocluída (PAPO) de 14 mmHg e uma pressão venosa central (PVC) de 12 mmHg. Com base nesse quadro, assinale a alternativa correta.

A
O quadro clínico do paciente é de uma síndrome da angústia respiratória aguda (SARA), secundária à pancreatite.
B
Apesar da forte suspeita de uma síndrome da angústia respiratória aguda (SARA), não existem critérios suficientes para suportar o diagnóstico nesse caso.
C
A principal suspeita clínica é de tromboembolismo pulmonar maciço.
D
O paciente apresenta um quadro de broncopneumonia e choque séptico.
E
O diagnóstico mais provável para esse paciente é de um edema agudo pulmonar cardiogênico, devido à alta pressão do átrio esquerdo e à presença de secreção rósea no aspirado traqueal.
Uma menina de 4 anos de idade é atendida apresentando febre e erupção cutânea. A febre apareceu há 6 dias, junto com uma dor de garganta, olhos secos e lábios rachados. Hoje, a criança se apresenta cansada e com temperatura de 38,8°C. As conjuntivas estão edemaciadas bilateralmente, e não há linfoadenopatia cervical e eritema das mãos e dos pés. A pele dos pés está descascando, como se tivesse sido gravemente queimada. A primeira conduta a tomar neste caso é:
Paciente de 64 anos, portadora de DM2 há 6 anos, hipertensa em uso de captopril 50 mg (1 comprimido ao dia) e metformina 850 mg (3 comprimidos ao dia), deu entrada na Emergência com quadro de febre, lombalgia e diurese diminuída. Submetida a exames: creatina 1,6 mg/dl, ureia - 85 mg/dl, depuração de creatina - 30 ml/min, EAS - nitrito positivo, piúria maciça, leucocitose - 18000 com 10 bastões e 75 segmentados, glicemia - 230 mg/dl. A melhor conduta é:
O nódulo solitário de pulmão (NSP) é uma opacidade arredondada com até 3 cm de diâmetro, envolta por parênquima pulmonar normal. A causa mais comum de NSP benigno é:
Sobre as doenças orificiais PODEMOS AFIRMAR que:
Compartilhar