Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente de 66 anos, feminino, sem alterações cardiovasculares importantes, hipocorada, com hemorragia digestiva alta por duas vezes em passado recente. Apresenta no momento, à endoscopia, úlcera duodenal sem sangramento, tamponada por coágulo. Refere três episódios de melena. Há dois dias sem dor epigástrica, nem vômitos. A conduta mais adequada é:

A
Tratar com inibidor de Bomba de Próton (IBP) 30 dias e devido a idade contraindica-se cirurgia
B
Tratamento clínico até estabilização para encaminhar para cirurgia
C
Tratar clinicamente com IBP e, caso novo episódio de hemorragia digestiva intratável, indicar cirurgia
D
Indicar cirurgia de urgência após reposição volêmica
E
Utilizar antiácidos, contraindicando abordagem cirúrgica
Com relação a DENGUE podemos afirmar que:
Qual o 1º sintoma da síndrome compartimental e qual o tratamento adequado?
Quais os marcos anatômicos de impactação de cálculos urinários em seu trajeto pelos ureteres?
A doença diverticular dos cólons, complicada por episódios de inflamação repetidos, pode evoluir para a formação de fístula entre o segmento de cólon envolvido e outras estruturas abdominais. O local mais frequente de formação de fístula é:
Compartilhar