Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Homem de 54 anos, portador de doença arterial coronária crônica, apresenta, após intensa emoção, dor torácica precordial e perda da consciência. Os pulsos periféricos não são perceptíveis e a pressão arterial não foi percebida. O mecanismo provável da parada é:

A
Assistolia.
B
Atividade elétrica sem pulso.
C
Taquicardia supraventricular.
D
Fibrilação ventricular.
E
Fibrilação atrial.
Qual sinal clínico tem maior sensibilidade e especificidade no diagnóstico de persistência do canal arterial no paciente prematuro?
Um homem com 64 anos de idade deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento, queixando-se de dor na panturrilha direita há uma hora. Refere que há mais de 2 meses, ao caminhar ou subir escada, tem sintomas parecidos, mas que eles desaparecem espontaneamente após cerca de 5 minutos de repouso. Relata antecedente de hipertensão arterial, disfunção erétil e diabetes melito. Informa que está sendo tratado com amiodipina, sildenafila e metformina. Conta ainda que foi fumante por 30 anos e que parou de fumar há 3 anos. Ao exame físico, apresenta índice de massa corporal = 35 kg/m², pulso regular, frequência cardíaca = 90 bpm; pressão arterial = 150 x 80 mmHg. Apresenta membros inferiores com rarefação de pelos abaixo do joelho. Não se observam palidez, ulcerações e gangrena. Ao exame dos pulsos, constata-se o seguinte: os femorais estão presentes, os popliteos não são palpáveis, os tibiais posteriores e pediosos estão diminuindo no membro inferior direito. Com base nas informações apresentadas, a lesão esperada para o paciente é
Sexo masculino, 12 meses, pardo. História de dor abdominal há doze horas. Lactente previamente hígido, refere episódios de dor abdominal intensa, em crises. Mãe relata que ''ele fica encolhido'' durante os episódios de dor, com sudorese e choro intenso. Apresentou várias crises nas últimas doze horas. Há três horas começou a apresentar vômito. Refere que não evacua há um dia. Ao exame físico: regular estado geral, descorado +/4+, desidratado e afebril. Abdome distendido, doloroso à palpação superficial e profunda; presença de massa palpável turbiliforme em epigástrio; ruídos hidroaéreos aumentados e descompressão brusca negativa. Presença de fezes sanguinolentas em ampola retal. Diante do quadro, qual a principal hipótese diagnóstica?
A classificação TNM é usada para estadiamento do câncer de próstata. Tumor Primário (T : X,0,1,2,3,4); Linfonodos regionais - Nódulo (N : X,0,1); Metástase à distância – Metástase (M : X,0,1). Paciente com T2N0M1, representa:
Compartilhar