Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Paciente de 9 anos, com diagnóstico de glomerulonefrite difusa aguda pós-estreptocócica, evolui na quinta semana de doença com hipertensão arterial (percentil > 95%) e hematúria macroscópica. Exames complementares revelaram creatina sérica: 4, 2 mg/dl, ureia sérica: 99 mg/dl e dosagem de proteína urinária: 160 mg/kg/dia. Para esse caso, há indicações de:

A
furosemida associado a inibidores da enzima conversora.
B
corticosteroide e azatioprina orais.
C
restrição hídrica rigorosa, dieta hipossódica e furosemida oral até a resolução da hematúria macroscópica.
D
biópsia renal.
A secreção gástrica ácida não é estimulada pelo seguinte:
Um homem, 16 anos, sofre acidente automobilístico com trauma contuso torácico e abdominal. No local do acidente a PA sistólica é de 80 e a frequência cardíaca (FC) de 120. Evolui com queda da PA sistólica para 60 e aumenta FC para 140. Apresenta distensão de veias cervicais e murmúrio vesicular bilateral. O melhor manejo para a condição acima é:
Paciente de 40 anos, diabética com disúria e polaciúria há 7 dias evoluiu para febre alta, dor lombar direita e mal estar geral com punho - percussão dolorosa na mesma região. Após internação recebeu cefalotina 2,0 g IV 6/6 hs, hidratação endovenosa e controle dos níveis glicêmicos com insulina. Após 2 dias, persiste com febre alta (39 ºC), piora do hemograma e dores em cólica que acentuaram em sua periodicidade e gravidade. A conduta imediata deve ser:
Mulher de 56 anos, no 4º PO de herniorrafia incisional mediana infraumbilical (pós-operatório tardio de histerectomia), assintomática, apresentou níveis laboratoriais de sódio sérico de 120 mEq/l e potássio sérico de 3,8 mEq/l. A conduta deve ser:
Compartilhar