Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente do caso anterior foi submetido a laparotomia e devido as condições locais favoráveis, foi submetido a ressecção do seguimento de cólon esquerdo acometido pelo tumor e feita anastomose primária sem ileostomia descompressiva. No 5°dia do pós-operatório apresentou saída da secreção escura no dreno que foi mobilizado anteriormente, sem alterações nos parâmetros clínicos. Qual o diagnóstico mais provável?

A
Secreção geralmente presente, sempre com utilização de drenos intraperitoniais.
B
Secreção esperada neste tipo de cirurgia pela contaminação operatória.
C
Deiscência parcial da anastomose com fistula.
D
Presença de corpo estranho.
E
Fístula provocada pelo tempo prolongado no contato do dreno tubular com parede da alça intestinal.
Homem, 30 anos, vítima de acidente automobilístico com traumatismo torácico, chega à emergência em insuficiência respiratória. A conduta é:
Criança, 3 anos, foi acordada por dor intensa em hipogástrio e fossa ilíaca direita, de início súbito, irradiada para região escrotal homolateral há 1 hora. Não há relato de hipertermia ou trauma local. Está irritada, chorando, dificulta o exame, mas não há alterações apreciáveis no abdome ou no aparelho respiratório; genitália dolorosa e testículo direito muito sensível à palpação. O diagnóstico mais provável é:
No tratamento inicial da fratura exposta, a conduta de maior importância é:
Mulher, 26 anos, secundigesta, com teste para gravidez (?hCG - 500mUI/ml) positivo. Pela data da última menstruação, a idade gestacional é de 5 semanas e 3 dias. O exame obstétrico revela útero de volume levemente aumentado, com colo amolecido, principalmente na região do istmo, além de ocupação dos fundos de saco vaginais. Não há sangramento nem leucorreia. As evidências clínicas de gravidez, observadas no exame obstétrico, são considerados sinais de:
Compartilhar