Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Paciente do sexo feminino, 32 anos, vítima de capotamento de automóvel, trazida ao PS pelos bombeiros que referiram dificuldade para retirá-la dos destroços. Os bombeiros referiram que a paciente tinha o nível de consciência rebaixado, não abria os olhos, nem após estímulo doloroso, emitia sons ininteligíveis e só movia os membros sob estímulo doloroso. Foi admitida entubada e sob ventilação com ambu e oferta de O2 e infundido 21 de Ringer Lactato no local do acidente. Ao exame físico o tórax apresentava escoriação em hemitórax esquerdo, com discreta crepitação palpável. O murmúrio vesicular era moderadamente diminuído à esquerda. O pulso é filiforme , 120 bpm e a PA 50x50 mm/Hg. Foi observada à esquerda e a pupila esquerda se encontrava dilatada. A bacia era estável, porém havia deformidade e aumento do volume da coxa esquerda. Assinale a alternativa correta:

A
A paciente acima não tinha indicação de entubação traqueal porque não há história de obstrução de vias aéreas secundárias ao trauma.
B
A paciente apresenta provável pneumotórax hipertensivo à esquerda, secundário à fratura de costelas estando indicada a drenagem de tórax imediata
C
A paciente apresenta trauma craniano e tem como prioridade imediata a realização de TC de crânio e provável craniotomia D é um elemento radiativo
D
O paciente apresenta choque hipovolêmico grau III, parcialmente justificado pela fratura de fêmur, porém não há como excluir hemorragia intra-abdominal com os dados fornecidos
E
O paciente deve ser monitorizado com oximetria de pulso para verificar a saturação de O2, sondagem nasogástrica para evitar aspiração de conteúdo gástrico e sondagem vesical para avaliar a perfusão tecidual e a hidratação administrada
Um pediatra de plantão em um hospital geral recebe um chamado do centro cirúrgico para recepcionar uma criança que está por nascer. Ao chegar à sala de parto, questiona o obstetra e a mãe por mais informações e evidência que a gestação é a termo, de aproximadamente 39 semanas que o feto é único, que a mãe não tem morbidades e que o trabalho de parto iniciou-se há 6 horas. A mãe relata, entretanto, que na última semana ela sentiu o bebê mexer menos. Relata, ainda, que nas últimas 8 horas ela não sentiu mais movimentação fetal. O trabalho de parto progride e, no momento do nascimento, notam-se duas circulares de cordão justas. O obstetra desfaz as circulares, clampeia e corta o cordão e lhe passa o recém-nascido. O líquido amniótico é claro e com grumos. O pediatra vê um bebê pálido e cianótico, sem chorar e hipotônico; leva-o até o berço de reanimação e checa, através de palpação da base do cordão umbilical, que a frequência cardíaca está em 56 bpm. Assinale a alternativa que apresenta a sequência inicial de manobras para reanimar a criança.
Das drogas abaixo quais têm maior probabilidade de depressão respiratória em pós-operatório de cirurgias de membros inferiores, quando associadas a anestesia regional?
Igor Daniel, 8 anos de idade, não vai à escola só, precisa ser acompanhado. Comumente refere dores abdominais estomacais e severa dor de cabeça. Sua mãe com frequência precisa retirá-­lo do colégio devido a estas queixas. À noite deseja dormir na cama com seus pais. Quando é levado para o seu dormitório, informa que não pode ficar sozinho, pois há monstros em seu guarda roupa. Qual das situações clínicas melhor explica o quadro clínico acima?
Adolescente, 11 anos de idade, apresenta contato prolongado com adulto bacilífero para tuberculose. Está assintomático e o estudo radiológico do tórax é normal. Seu PPD é de 12 mm e recebeu 2 doses BCG intradérmica, sendo a primeira no 1°mês de vida e a 2ª aos 10 anos de idade. A conduta indicada é:
Compartilhar