Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hematologia

Hepatologia

Paciente do sexo feminino, 46 anos, deu entrada no PS com história de fadiga e aumento de volume abdominal há 3 meses, evoluindo há 1 dia com desconforto respiratório. Ao exame físico, apresentava-se com PA 90 x 60 mmHg, FC: 88 bpm. Descorada +/4+ e ictérica ++/4+. Lúcida, orientada e contactuante. Flapping ausente. Apresentava eritema nas palmas das mãos e aranhas vasculares em tórax. Ausculta pulmonar demonstrava MV+ bilateral sem ruídos adventícios, e a ausculta cardíaca não apresentava alterações significativas. Abdome com ascite tensa, espaço de Traube ocupado. Edema em MMII ++/4+. Exames laboratoriais de entrada mostravam: Hb: 10,0 g/dl; Ht: 30%; VCM 92; CHCM: 32; Leucócitos: 3200 (diferencial normal); plaquetas: 45000/ml; U: 25 mg/dl; Cr: 0,7 mg/dl; Glicemia: 92 mg/dl; AST: 62 UI/l; ALT 73 UI/l; Amilase: 32 UI/l, Gama-GT: 32 UI/l, Fosfatase alcalina: 120 UI/l, Bilirrubinas totais: 4,8 mg/dl; Bilirrubina direta: 3,5 mg/dl; Bilirrubina indireta: 1,3 mg/dl; TAP: 58%; Albumina: 2,9 g/dl. Raio-x de tórax é normal. Qual a causa mais provável da anemia desta paciente?

A
Hemorragia digestiva alta sem exteriorização.
B
Anemia hemolítica autoimune.
C
Anemia ferropriva.
D
Hiperesplenismo.
E
Anemia de doença crônica.
Um lactente de nove meses, com diagnóstico de cardiopatia congênita com hiperfluxo pulmonar e pneumonias de repetição, é encaminhado ao Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais, para vacinação complementar. Seu esquema de imunização básica está completo. De acordo com o Ministério da Saúde, além da anti-influenza, que outra vacina deve ser indicada?
Em relação aos métodos contraceptivos hormonais, assinale a assertiva correta:
Sr. Antônio, 62 anos, com febre diária indicada há um mês e dor em primeiro pododáctilo direito. É portador de prótese metálica mitral há 15 anos e tem fibrilação atrial crônica. Faz uso de anticoagulante oral. Vinha em classe funcional II da NYHA, tendo sofrido AVE hemorrágico há 4 meses. Sinais vitais: Tax - 38°C; PA - 120/80 mmHg; FC - 100 bpm. Exame físico: bom estado geral, palidez cutânea, eupneico, exame neurológico, pulso carotídeo e pressão venosa normais. RCR 2T. Sopro holossistólico 2++/6+ em ponta; ausculta pulmonar normal, presença de eritrocianose em primeiro pododáctilo. Ecocardiograma evidencia múltiplas imagens aditivas filamentares aderidas ao anel da prótese mitral e regurgitação paraprotética grave, aumento atrial esquerdo, leve aumento do VE, com função sistólica preservada e pressão sistólica na artéria pulmonar de 58 mmHg. O procedimento adequado, além de colheita de hemoculturas é:
Paciente com síndrome do túnel do carpo, distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho, costuma apresentar:
Compartilhar