Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Paciente do sexo masculino, 19 anos de idade, sabidamente portador de anemia falciforme, em controle muito irregular, procura atendimento médico referindo-se a fraqueza que vem se agravando nos últimos 2 meses. No exame clínico apresenta-se afebril, anictérico, acianótico, palidez cutâneo-mucosa +++/4+. ACV: RCR2T BNF – FC = 104bpm – PA = 110/60mmHg AR: MV normoaudível, ausência de ruídos adventícios, FR = 16irpm. Abdome: flácido, indolor, ausência de visceromegalias. LABORATÓRIO: Eritrócitos= 1.250.000/mm3 Hb = 6,5g/dl Htc = 17% Leucometria total = 2.850/mm3 Plaquetas = 80.000/mm3 Frente ao quadro apresentado por este paciente, é CORRETO afirmar que:

A
a reposição parenteral de ferro poderá melhorar a sintomatologia apresentada
B
hidroxiureia é o tratamento de escolha neste momento
C
a prescrição de repouso e acompanhamento clínico periódico deverá ser a conduta inicial
D
o paciente deverá se beneficiar com a reposição de ácido fólico
Menino de 2 anos de idade, chega ao Pronto-Socorro com história, há 4 dias, de tosse e coriza. Apresentou febre de 38°C nos primeiros dois dias. Hoje mãe notou criança com rouquidão e tosse ladrante. Ao exame criança agitada, com cianose perioral, ao choro. Ao colocar a criança em um leito de observação, a enfermeira notou piora da agitação e cianose. A conduta neste momento é:
A causa mais comum de sangramento baixo em crianças é:
O método de escolha para diagnóstico de qualquer cardiopatia congênita no recém-nascido:
Lactente com 8 meses é levado a unidade básica de saúde para atualização de seu cartão vacinal e fazer uma consulta. Período gestacional sem intercorrências, sorologias materna normais. Nasceu prematuro de 28 semanas e evoluiu com cianose e dificuldade respiratória. Foi intubado em sala de parto e transferido para a UTI neonatal. Feito diagnóstico de membrana hialina, recebeu surfactante e permaneceu em ventilação mecânica por um mês. Ainda recebeu diagnóstico de cardiopatia congênita e passou por correção cirúrgica aos três meses. Apresentou várias complicações infecciosas no pós-operatório, permanecendo internado até a idade de sete meses. Não recebeu nenhuma vacina durante o período de internação e nem após alta hospitalar, exceto a primeira dose de hepatite B e BCG. Ao exame físico não apresenta cicatriz vacinal. Considerando o caso apresentado, é CORRETO afirmar que:
Compartilhar