Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Paciente do sexo masculino, 19 anos de idade, sabidamente portador de anemia falciforme, em controle muito irregular, procura atendimento médico referindo-se a fraqueza que vem se agravando nos últimos 2 meses. No exame clínico apresenta-se afebril, anictérico, acianótico, palidez cutâneo-mucosa +++/4+. ACV: RCR2T BNF – FC = 104bpm – PA = 110/60mmHg AR: MV normoaudível, ausência de ruídos adventícios, FR = 16irpm. Abdome: flácido, indolor, ausência de visceromegalias. LABORATÓRIO: Eritrócitos= 1.250.000/mm3 Hb = 6,5g/dl Htc = 17% Leucometria total = 2.850/mm3 Plaquetas = 80.000/mm3 Frente ao quadro apresentado por este paciente, é CORRETO afirmar que:

A
a reposição parenteral de ferro poderá melhorar a sintomatologia apresentada
B
hidroxiureia é o tratamento de escolha neste momento
C
a prescrição de repouso e acompanhamento clínico periódico deverá ser a conduta inicial
D
o paciente deverá se beneficiar com a reposição de ácido fólico
Menino de sete anos, com história de tosse e dispneia há sete dias, sem febre, apresenta: FR: 30 ipm, presença de tiragem intercostal, AP: MV diminuído em HTD. RX tórax indica presença de alargamento de mediastino, mais importante à direita. O provável diagnóstico, nesse caso, é:
Um paciente com asma que apresente sintomas diurnos diariamente, sintomas noturnos >1 noite/semana e variabilidade do pico de fluxo expiratório >30% é classificado como tendo asma: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição
Mulher de 58 anos, diabética e hipertensa há 15 anos, apresenta dispneia e sudorese há 1 hora. Exame físico: PA = 150 x 100 mmHg, FC 110 bpm, FR 30 mpm e saturação periférica de oxigênio 89%. Ausculta torácica: bulhas rítmicas e normofonéticas, sem sopros; crepitações finas nos 2/3 inferiores do tórax. Eletrocardiograma: supradesnivelamento do segmento ST nas derivações V1 a V4. Foram realizados oxigenioterapia e administração de ácido acetilsalicílico. Assinale a alternativa que contém a melhor conduta Inicial:
O tratamento da asma no período intercrise em crianças portadoras de asma persistente leve é:
Compartilhar