Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Nefrologia

Paciente do sexo masculino, 27 anos, branco, com história de edema progressivo há 2 meses. Ao exame clínico, normotenso em anasarca, sem outras alterações. Exames laboratoriais: Creatinina normal Urina I - proteinúria 4,6 g/l Hemácia > 100 p/campo com dismorfismo eritrocitário presente Leucócitos 8 p/campo Proteinúria de 24 horas = 7g/24 horas Albumina sérica = 1,9 g/l Sorologia: hepatite B, HIV, LED (-) Hipótese diagnóstica:

A
GNDA
B
lesões mínimas glomerulares
C
síndrome nefrótica idiopática provável membrana proliferativa
D
glomerulopatia membranosa
E
síndrome nefrítica aguda
Pré-escolar, 4 anos de idade, apresentou resfriado comum há 8 dias, há 24 horas o pai notou "manchas vermelhas pequenas" no tronco e na face. A diurese está normal. Não há história de uso de drogas, imunizações recentes ou distúrbios hematológicos na família. Ao exame a criança está ativa, eupneica, hidratada, sem sangramento nas mucosas, hepatoesplenomegalia ou linfoadenopatia. O único dado positivo é a presença de petéquias no tronco e na face. Solicitado hemograma que evidenciou: Hb 12,0 g/dl (11,0 a 14,5), Ht = 34 ml, eritro/dl (33,0 a 43,0), leucograma = 8.000 (diferencial normal), Plaquetas 80.000/mm3 (150.000 a 450.000). Qual a principal hipótese diagnóstica?
Na prescrição dos medicamentos alprazolam, morfina e carbamazepina devem ser usados os seguintes receituários, respectivamente:
Criança de 6 anos, previamente hígida, com sangramento retal importante, apresentou queda dos níveis de hemoglobina. A endoscopia alta e a colonoscopia foram normais. Qual o diagnóstico mais provável?
Em relação ao hirsutismo idiopático, assinale a assertiva correta.
Compartilhar