Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hepatologia

Paciente do sexo masculino, 47 anos de idade, com história de cirrose hepática, foi internado na enfermaria de clínica médica. Ao exame físico apresenta-se sonolento, desorientado no tempo e no espaço, com flapping. Apresenta aranhas vasculares em tronco e membros superiores, hipotrofia muscular e edema de MMII (++/4+). Ao exame físico do abdome nota-se circulação colateral, hérnia umbilical e manobra de macicez móvel positiva. Foram realizados os seguintes exames laboratoriais: albumina 2,2 g/dl; AST 110 U/l (valor de referência até 30 U/l); ALT 60 U/l (valor de referência até 30 U/l); bilirrubina total 4,1 mg/dl, TAP 45%; Na 135 mEq/L; K 3,8 mEq/L; creatinina 1,5 mg/dl; ureia 48 mg/dl. Os achados do líquido ascítico incluem 650 leucócitos/mm³ (60% polimorfonucleares); proteína total de 0,8 g/dl e albumina de 0,4 g/dl. A cultura do líquido ascítico ainda está em andamento. Em relação ao caso acima, assinale a alternativa INCORRETA:

A
A análise do líquido ascítico é compatível com diagnóstico de peritonite bacteriana espontânea e, portanto, o paciente deve receber tratamento com cefalosporina de 3ª geração.
B
O paciente apresenta alterações ao exame físico que são compatíveis com encefalopatia hepática. A insuficiência renal e a presença de infecções são fatores precipitantes dessa complicação da cirrose hepática.
C
Os níveis séricos elevados de bilirrubinas e transaminases e o prolongamento do tempo de protrombina, ajudam a avaliar o prognóstico do paciente.
D
A taxa de recorrência da peritonite bacteriana espontânea é elevada, portanto, após o fim do tratamento, esse paciente deverá receber profilaxia secundária com quinolona.
E
A paracentese terapêutica com reposição de albumina pode ser utilizada para tratar a ascite do paciente.
Pacientes submetidos à anestesia subaracnoidea podem apresentar hipotensão. A gênese da hipotensão nestes casos se deve principalmente, à:
Qual a principal causa da insuficiência respiratória que ocorre no tórax instável (afundamento de tórax)?
Paciente masculino 28 anos, trabalhador em construção civil, sofre queda de terceiro andar. Ao chegar à emergência estava obnubilado e não respondia às solicitações verbais. Seus sinais vitais eram estáveis e foram observadas, à palpação, fratura de cinco arcos costais à esquerda e movimentos respiratórios paradoxais. O Rx de tórax não mostrou pneumotórax ou hemotórax mas apresentava contusão pulmonar. O procedimento correto é:
Os sintomas de disfagia associados à perda de peso podem indicar sintomas de câncer esofágico em estágio avançado. Normalmente estes sintomas ocorrem:
Compartilhar