Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Paciente do sexo masculino, com 72 anos, dá entrada no PS com quadro de dor abdominal hipogástrica progressiva acompanhada de polaciúria. Não refere quadro semelhante pregresso. Ao exame fácies dolorosa, P.A.: 160/100 mmHg, F.C.: 100 bpm, afebril e massa palpável no hipogástrio. Estabeleça a conduta na urgência.

A
RX simples de abdome em três posições, pois se trata de abdome agudo.
B
Passagem de sonda vesical de Foley.
C
Acesso venoso, exame de urina I, hidratação e medicação antiespasmódica endovenosa.
D
Ultrassom abdominal de urgência.
E
TC abdominal de urgência.
Menina, 12 anos, trazida ao PS com história de dor de garganta há 5 dias acompanhada de gânglios no pescoço, tendo iniciado tratamento com amoxilina há 2 dias e que, após o uso deste, notou manchas avermelhadas pelo corpo. Ao exame físico, apresenta-se febril, com rash maculopapular róseo em todo o corpo. Amígdalas hipertrofiadas e recobertas por exsudato esbranquiçado, adenomegalias cervicais bilaterias, fígado a 3 cm do apêndice xifoide e baço a 2 cm do rebordo costal esquerdo. A hipótese a ser considerada é:
Um paciente hipertenso refere forte cefaleia de início súbito há duas horas. Na evolução, apresenta diminuição da consciência e hemiparesia esquerda. Sua pressão arterial é de 145 x 90 mmHg. Qual das alternativas abaixo, relacionadas ao caso, está correta?
Menino de 9 meses de idade, sem história de doença respiratória, foi trazido à emergência por febre iniciada há 48 horas (entre 38° e 38,4°C), coriza e tosse produtiva. A mãe informou que, embora a criança apresentasse leve inapetência, vinha aceitando bem o leite materno. Ao exame físico, o paciente encontrava-se em bom estado geral, eutrófico, corado, acianótico e com coriza. A temperatura axilar era de 38,1°C, e a frequência respiratória, de 40 mm, sem uso de musculatura acessória. A otoscopia revelou discreta hiperemia bilateral das membranas timpânicas, sem abaulamento; a oroscopia, hipertrofia e hiperemia das tonsilas palatinas; e a ausculta respiratória, murmúrio vesicular uniformemente distribuído com múltiplos ruídos de transmissão. Diante deste quadro, qual a conduta mais adequada?
Criança de 8 meses de idade, em tratamento com dose alta de ranitidina por doença do refluxo gastroesofágico, vinha apresentando vômitos de repetição e baixo ganho ponderal. Diante deste quadro, qual a conduta mais adequada?
Compartilhar