Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Paciente do sexo masculino, com 54 anos, chega ao pronto atendimento referindo desconforto torácico descrito como uma sensação de peso e localiza a sensação colocando a mão sobre o esterno, com irradiação para o ombro esquerdo. O desconforto foi desencadeado após esforço físico habitual. Nega sintomatologia semelhante anteriormente. A dor aliviou 20 minutos após chegar ao hospital. Tem diagnóstico há três anos de dislipidemia. Em uso de sinvastatina 20 mg ao dia. Nesse caso, qual é a hipótese diagnóstica?

A
Embolia de pulmão.
B
Esofagite.
C
Síndrome coronariana aguda.
D
Pneumotórax.
E
Dissecção de aorta.
Paciente de 40 anos, masculino, proveniente do Pará, área de desmatamento e com queixa de ferida no antebraço direito há 3 meses. Ao exame físico mostra lesão úlcerocrostosa, com bordos elevados, em moldura, com 4,0 cm de diâmetro e fundo granuloso. Foi feita hipótese diagnóstica de Leishmaniose Tegumentar Americana. Marque a alternativa mais correta para o caso.
Homem, 42 anos, procura você para consulta por causa de dor lombar há 10 dias. Ao início era discreta, mas agravou-se e agora impede de trabalhar e andar. É pedreiro, nega trauma, febre, emagrecimento ou história médica anterior. A dor se irradia da região posterior da coxa direita até o tornozelo. A extensão do membro é muito dolorosa, mas a força de extensão do hálux é normal e, também, são normais os reflexos aquileu e patelar. Pode-se afirmar, EXCETO:
Em relação a mielomeningocele é incorreto afirmar:
Lactente, 4 meses, amamentada em seio materno, apresenta dificuldade de sucção. É constipada, não sustenta a cabeça, não sorri e dorme muito. Nasceu de parto domiciliar, não realizou testes neonatais de triagem nem vacinas. O peso de nascimento foi em torno de 4 kg, teve icterícia na face e tronco durante todo o 1º mês de vida, mas não foi tratada. Ao exame, a pele é fria e seca, a boca entreaberta, a fontanela anterior ampla; está hipoativa, hipotônica, e apresenta hérnia umbilical de 2 cm de diâmetro. Qual a hipótese diagnóstica mais provável para esta criança?
Compartilhar