Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Paciente é internada em 8/11/08 no centro obstétrico, em trabalho de parto. No cartão de pré-natal consta DUM 1/2/08, DPP 10/11/08, Gesta II, Para I (PN), aborto 0, laudo da ultrassonografia realizada em 30/3/08: Embrião com bcf Positivo, comprimento cabeça-nádegas de 52mm, IG de 9 semanas+ 4 dias. Ao exame físico: posição do colo posterior, esvaecimento em 40% consistência média, altura do plano de Delee em -1,2 dilatado para 4 cm, bolsa íntegra, apresentação cefálica, bcf de 144 bpm, 2 contrações de 50 segundos em 10 minutos, boa proporcionalidade bacia e apresentação fetal. Em relação a essa situação hipotética, assinale a alternativa correta.

A
Essa gestação é de 40 semanas+2 dias. Pelo índice de Bishop ser < que 6, indica-se uso de prostaglandinas para amadurecimento do colo e assim indução do parto.
B
Essa gestação é de 40 semanas. Pelo índice de Bishop ser igual a 6, indica-se uso de ocitocina para indução do parto.
C
Essa gestação é de 40 semanas + 5 dias. Pelo índice de Bishop ser igual a 6, indica-se uso de ocitocina para indução do parto.
D
Essa gestação é de 40 semanas + 1 dia. Pelo índice de Bishop ser < que 6, indica-se uso de prostaglandinas para amadurecimento do colo e assim indução do parto.
E
Essa gestação é de 40 semanas + 3 dias. Pelo índice de Bishop ser igual a 6, indica-se uso de ocitocina para condução do trabalho de parto.
Paciente deu entrada no pronto-socorro vítima de colisão, apresentando choque hipovolêmico, pH 7,19, trauma abdominal fechado, durante ato cirúrgico evidenciou-se lesão estrelada extensa em lobo hepático direito, lesão esplênica grau III / IV e lesão duodenal em segunda e terceira porção de 4 cm, sangramento difuso. Qual a melhor tática cirúrgica a ser empregada?
Mulher, 49 anos, branca, sexo feminino, foi submetida à tireoidectomia subtotal por doença de Graves no primeiro dia de pós-operatório, começou a sentir parestesia perioral. Qual a provável complicação?
Paciente na 1ª consulta de pré-natal nos exames de rotina apresentou exame para Toxoplasmose IgG negativa. A conduta durante o pré-natal será?
Homem de 60 anos de idade, afro descendente, com queixa de dor lombar irradiada para o membro inferior esquerdo e perda da força muscular, fraqueza e fadiga. Há dois meses internado por pneumonia e tratado com recuperação. Exame físico: emagrecido, hipocorado (+++/+4), ausência de hepatoesplenomegalia. Exames complementares: 2,94 hemácias, Hg: 8,5 g%, ht: 27% com 3.400 leucócitos VHS 127 mm. Proteínas totais de 10g/dl, albumina de 4,8g/dl e globulinas de 5,2g/dl. Eletroforese de proteínas com lgG de 7g/dl.Uréia 138mg/dl e creatinina de 2,8 mg/dl. RMN da coluna com sinais de compressão medular. O paciente apresentou fratura patológica de úmero ao tomar postura para radiografia do tórax. Em relação a hipótese diagnóstica mas provável, qual a afirmação está INCORRETA:
Compartilhar