Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Paciente é internada em 8/11/08 no centro obstétrico, em trabalho de parto. No cartão de pré-natal consta DUM 1/2/08, DPP 10/11/08, Gesta II, Para I (PN), aborto 0, laudo da ultrassonografia realizada em 30/3/08: Embrião com bcf Positivo, comprimento cabeça-nádegas de 52mm, IG de 9 semanas+ 4 dias. Ao exame físico: posição do colo posterior, esvaecimento em 40% consistência média, altura do plano de Delee em -1,2 dilatado para 4 cm, bolsa íntegra, apresentação cefálica, bcf de 144 bpm, 2 contrações de 50 segundos em 10 minutos, boa proporcionalidade bacia e apresentação fetal. Em relação a essa situação hipotética, assinale a alternativa correta.

A
Essa gestação é de 40 semanas+2 dias. Pelo índice de Bishop ser < que 6, indica-se uso de prostaglandinas para amadurecimento do colo e assim indução do parto.
B
Essa gestação é de 40 semanas. Pelo índice de Bishop ser igual a 6, indica-se uso de ocitocina para indução do parto.
C
Essa gestação é de 40 semanas + 5 dias. Pelo índice de Bishop ser igual a 6, indica-se uso de ocitocina para indução do parto.
D
Essa gestação é de 40 semanas + 1 dia. Pelo índice de Bishop ser < que 6, indica-se uso de prostaglandinas para amadurecimento do colo e assim indução do parto.
E
Essa gestação é de 40 semanas + 3 dias. Pelo índice de Bishop ser igual a 6, indica-se uso de ocitocina para condução do trabalho de parto.
Sobre a utilização da ecografia torácica no manejo das efusões pleurais parapneumônicas em pacientes pediátricos, podemos considerar como limitação(ões) intrínseca (s) do método diagnóstico:
Pedro, 2 anos de idade, chega ao PS com história de febre alta há 1 dia associada a vômitos e queda do estado geral. Ao exame físico, apresentava-se em mau estado geral, má perfusão periférica, sem sinais meníngeos e sem déficits neurológicos focais e presença de petéquias em face e tronco. Realizada coleta de LCR por punção lombar, obtivemos o seguinte resultado de exame: 200 leucócitos por mm³, sendo 80% neutrófilos, proteinorraquia de 40 mg/dl e glicorraquia de 50 mg/dl. Em relação ao diagnóstico, o mais provável é:
Paciente de 45 anos chega ao pronto-socorro com hematêmese e melena com 4 horas de duração. Apresenta diagnóstico de cirrose por vírus C com uso regular de espironolactona e furosemida. Na admissão, PA 90/60, FC 88 bpm, Fr 22 ipm. Em relação ao caso, é correto afirmar:
A polirradiculoneuropatia inflamatória desmielinizante aguda apresenta-se geralmente de forma simétrica. O seu diagnóstico pode ser corroborado com os seguintes achados nos exames complementares:
Compartilhar