Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente em investigação de infertilidade primária se recusa a realizar o exame de histerossalpingografia solicitado pelo médico assistente. A mesma alega que o exame é muito doloroso e já havia recebido o diagnóstico de Síndrome Anovulatória Crônica há 05 (cinco) anos. Sobre o caso pode–se afirmar:

A
Como já se tem etiologia confirmada para a infertilidade pode-se proceder a indução da ovulação e reservar a histerossalpingografia para as falhas terapêuticas;
B
A histerossalpingografia pode ser substituída pela histeroscopia sob narcose;
C
Caso a paciente opte por tratamento com indução da ovulação associada à inseminação intrauterina pode-se abdicar do exame;
D
Deve-se orientar a paciente que a histerossalpingografia é exame indispensável para o adequado manejo do casal infértil.
Recém-nascido a termo, pesando 2100g, com APGAR 4 no primeiro minuto e 6 no quinto minuto, apresentou policitemia com sintomas de hiperviscosidade no segundo dia de vida. Foi realizada exsanguineotransfusão parcial sem intercorrências. Após o procedimento, ficou 48 horas sem evacuar, apresentando hipoatividade e distensão abdominal com alças de delgado desenhadas em relevo sob a parede abdominal. Após suspender a amamentação, indica-se nutrição:
Sobre a hérnia inguinal da criança, assinale a alternativa INCORRETA:
Os principais fatores que influem na resposta clínica de cada indivíduo portador de anemia não incluem um dos itens abaixo:
Marcos, 52 anos, casado, procura atendimento na Unidade Básica de Saúde da Família depois de visita domiciliar do agente comunitário de saúde, que o orientou a realizar consulta de rotina já que "não ia ao médico há anos". Está sem queixas e gostaria de realizar um check-up. Trabalha como açougueiro há 18 anos. Vai ao trabalho de bicicleta (40 minutos de percurso considerando a ida e volta). Pai hipertenso, IAM aos 63 anos e mãe com depressão. Exame físico normal. IMC=24,5 kg/m². PA= 118 x 78 mmHg (2 medidas). Em relação ao caso acima e considerando as orientações de rastreamento na Atenção Primária do Ministério da Saúde, responda à questão. Assinale a alternativa CORRETA em relação ao rastreamento que deve ser recomendado para o Marcos.
Compartilhar