Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Nefrologia

Paciente está internada na unidade de terapia intensiva por choque séptico de foco pulmonar. Apresenta-se hipotensa, apesar da hidratação vigorosa e do uso da droga vasoativa, está intubada e em ventilação mecânica. Os parâmetros ventilatórios são: volume-corrente de 600mL, frequência respiratória 24, pressão de suporte de 10, PEEP 10, FiO2 50%. A gasometria arterial evidenciou pH 7,30, pCO2 15, pO2 90, bicarbonato 10, satO2 90%. Quais são os distúrbios do equilíbrio ácido-básico que esta paciente apresenta?

A
Distúrbio misto não compensado. Acidemia com acidose metabólica primária, alcalose respiratória primária.
B
Distúrbio misto não compensado. Acidemia com acidose metabólica primária, alcalose respiratória secundária.
C
Distúrbio simples não compensado. Acidose metabólica primária, alcalose respiratória secundária.
D
Distúrbio simples compensado. Acidose metabólica primária, alcalose respiratória secundária.
E
Distúrbio misto compensado. Acidemia com acidose metabólica primária, acidose respiratória primária.
MAC, sexo masculino, 34 anos, pardo, casado, auxiliar de pedreiro, residente em Cariacica (ES). Há 2 meses evolui com tosse, inicialmente seca, passando a produtiva de expectoração amarelada, medicado com xaropes caseiros, sem melhora. Há 3 semanas passou a apresentar episódios de febre baixa, intermitente, adinamia, cansaço, dificuldade para tolerar esforço no trabalho, e notou emagrecimento. Feito exame médico, apresentava-se febril, eupneico, levemente hipocorado, linfonodos não palpáveis, discretos estertores audíveis na região interescapular à direita, demais dados do exame físico normais; diagnosticada infecção respiratória, sendo prescrito azitromicina/5 dias e xarope antitussígeno. Evoluiu sem melhora, vindo a apresentar hemoptóicos. Retornou ao médico sendo então solicitado exame de escarro que foi positivo para BAAR em duas amostras consecutivas. O paciente é tabagista há 15 anos, nega antecedentes de pneumopatias ou outras doenças, e desconhece contato com portadores de tuberculose. Com relação ao caso acima você afirmaria que:
Para diferenciação entre lesões benignas e malignas da tireoide, qual o melhor método diagnóstico considerando que o nódulo da tireoide apresente 10 mm de diâmetro?
A colangite esclerosante primária é caracterizada por inflamação difusa do trato biliar. Esta patologia está frequentemente associada com:
Qual a causa de úlcera genital endurecida, indolor, sem linfadenopatia inguinal?
Compartilhar