Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente feminina, 24 anos, dá entrada no pronto-socorro com disfagia e dor torácica intensa, relatando ingestão voluntária de soda cáustica há 1 hora e 45 minutos. Apresenta frequência cardíaca de 108 bpm e frequência respiratória de 20 mrpm. Qual das medidas abaixo está formalmente contraindicada?

A
Endoscopia digestiva alta.
B
Lavagem gástrica e drogas eméticas por via parenteral.
C
Entubação orotraqueal se apresentar insuficiência respiratória.
D
Corticosteroides em altas doses via parenteral.
E
Radiografia simples de tórax e abdome.
Quanto ao câncer de cólon, assinale o correto:
RN com 20 dias de vida; nascido de parto normal, a termo, sem intercorrências (sorologias negativas e ausência de infecção) pré e pos natal, Tempo de bolsa rota de 4 h, em Aleitamento Materno Exclusivo; apresenta há três dias vômitos após a amamentação, de evolução progressiva. Ao exame, após o episodio, observa vômitos com aspecto de leite fresco, sem sangue ou bile, grande volume; RN tranqüilo, sem fáscie de dor ou irritabilidade, ativo, pouco emagrecido, FA pouco deprimida, acianótico, anictérico, logo após procura seio materno e suga com muita força (demonstrando fome); musculatura abdominal relaxada, abdome flácido, indolor, nódulo palpável acima da cicatriz umbilical, no epigástrio médio, abaixo da borda hepática, +- 2,0 cm de comprimento, móvel. Sobre o caso:
As variações de angulação dos membros inferiores (genu varo e genu valgo fisiológicos) são razões comuns que levam os pais a procurarem a assistência médica. O
Uma criança de 4 anos com Calazar foi admitida com quadro de febre, palidez, emagracimento, hepatoesplenomegalia e relato de epistaxe. Pela Classificação Nutricional de Gomez foi considerado como Desnutrição Energético-Proteica de II Grau. De acordo com as recomendações atuais do Ministério da Saúde do Brasil, o tratamento de primeira escolha neste caso é: • Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. • Leishmaniose visceral grave: normas e condutas/Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. – Brasília: 6 Editora do Ministério da Saúde, 2006. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos)
Compartilhar